Dureza de resinas acrílicas para base de prótese e reembasamento imediato

AUTOR(ES)
FONTE

Journal of Applied Oral Science

DATA DE PUBLICAÇÃO

2005-09

RESUMO

INTRODUÇÃO: A dureza das resinas para base de prótese e para reembasamento imediato pode apresentar alterações devido à polimerização continuada e absorção de água. Entretanto, a magnitude do efeito de cada um desses processos ainda não foi definida. OBJETIVO: Neste estudo, o grau de conversão de duas resinas autopolimerizáveis para reembasamento (Duraliner II-D and Kooliner-K) e de uma resina termopolimerizável para base de prótese (Lucitone 550-L) foi avaliado, indiretamente, por meio da mensuração da dureza. O efeito da imersão em água sobre essa propriedade também foi analisado. MATERIAL E MÉTODOS: Após a polimerização, amostras (diâmetro - 5 mm; espessura - 2 mm) foram armazenadas a seco em temperatura ambiente e a dureza Vickers (VHN) foi mensurada após 0, 2, 7, 30 e 90 dias. As amostras foram, então, imersas em água a 37º C e a dureza foi avaliada nos períodos citados. Cinco amostras foram preparadas para cada material. Os resultados foram analisados utilizando-se o teste de Kruskal-Wallis (P=.01). RESULTADOS: Para o armazenamento a seco, o material L apresentou aumento significativo na dureza (P<.01) de 0 (VHN=23.2) para 30 dias (VHN=27.1), após o qual nenhuma diferença significativa foi observada. Aumento contínuo na dureza foi observado para o material D de 0 (VHN=4.6) para 90-dias (VHN=7.3). Para o material K, aumento na dureza foi observado até 7 dias (VHN=9.2) quando ocorreu a estabilização (P>.01). Após 2 dias de armazenamento em água, todos os materiais apresentaram redução significativa na dureza (P<.01). CONCLUSÕES: A dureza dos materiais avaliados aumentou durante o armazenamento a seco e diminuiu após a imersão em água.

ASSUNTO(S)

bases de próteses resinas acrílicas dureza

Documentos Relacionados

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo