Doença diarréica aguda no município de Viçosa-MG: descrição de casos e fatores de risco associados / Acute diarrhea in Viçosa-MG: description of cases and associated risk factors

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

15/02/2012

RESUMO

O estudo teve como objetivo verificar a associação entre fatores determinantes e a ocorrência da doença diarréica aguda (DDA) no município de Viçosa-MG e pesquisar a presença de enteropatógenos em amostras de fezes de pacientes com DDA. Caracterizou-se o perfil epidemiológico dos casos de DDA notificados no Sistema de Monitorização das Doenças Diarréicas Agudas, entre 2005 e 2011. Estudo do tipo caso-controle pareado foi o desenvolvido para verificar fatores de risco relacionados à DDA, tendo como população de estudo, crianças com até 5 anos de idade atendidas no pronto atendimento dos dois hospitais do município. Em visita domiciliar, era realizada a coleta das variáveis independentes através da aplicação de questionário padronizado com os responsáveis pelas crianças em seus domicílios, quando também, solicitava-se a coleta de amostra de fezes para pesquisa de bioagentes e avaliação da suscetibilidade de isolados bacterianos a antimicrobianos. Com base no MDDA, em Viçosa, a incidência da DDA apresentou tendência de aumento (10,7 para 16,2 casos/1.000 habitantes.), enquanto que distribuição dos casos de DDA segundo a idade do paciente apresentou o mesmo perfil para todos os anos analisados, sendo elevada entre as crianças menores de cinco anos, seguida de estabilidade entre a faixa etária 10 a 49 anos e, posteriormente, apresentou ligeira tendência de aumento a partir dos 50 a 59 anos. A morbidade por DDA pareceu não apresentar um perfil temporal definido. De modo geral, o perfil etiológico dos casos de DDA se assemelhou ao de outras pesquisas equivalentes realizadas em outras regiões do país e do mundo, em que Rotavírus destacou-se como patógeno mais identificado (29,8%) e particularmente associado à E. coli (21,0% ), que foi a bactéria mais isolada entre os casos de DDA (61,4%). Contudo, a patogenicidade dos isolados de E. coli ainda deve ser confirmada. Os isolados bacterianos foram sensíveis aos antimicrobianos gentamicina (93,5%), cloranfenicol (90,0%) e nitrofurantoína (88,0%); intermediários a estreptomicina (43,5%) e resistentes à tetraciclina (32,0%) e sulfametoxazol-trimetropim (28,0%). Duas variáveis independentes apresentaram-se associadas ao desenvolvimento da DDA em crianças com até 5 anos de idade residentes na zona urbana de Viçosa: a variável trabalho da mãe como fator de proteção à ocorrência da DDA e a disposição do esgotamento sanitário em rio/ribeirão, fossa ou a céu aberto como fator de risco. Esse estudo possibilitou avançar no entendimento da epidemiologia da DDA em Viçosa com informações que poderão subsidiar na definição de estratégias corretivas e preventivas relacionadas à diarréia infantil no município, além de demonstrar a necessidade de se pesquisar outros possíveis determinantes da DDA, contemplando-se, principalmente, fatores mais proximais do indivíduo, e também de natureza alimentar, além de se ampliar os grupos etários pesquisados.

ASSUNTO(S)

planos de segurança de água medicina veterinaria risk factors doença diarreica aguda doença de veiculação hídrica fatores de risco

Documentos Relacionados

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo