Dislipidemia e fatores associados em adultos residentes em Ribeirão Preto, SP: resultados do Projeto EPIDCV

AUTOR(ES)
FONTE

Arq Bras Endocrinol Metab

DATA DE PUBLICAÇÃO

2013-12

RESUMO

OBJETIVO: Identificar a prevalência de dislipidemia e fatores associados em adultos residentes em Ribeirão Preto, SP, em 2007. MATERIAIS E MÉTODOS: Estudo epidemiológico transversal de base populacional, com amostragem desenvolvida em três estágios. A variabilidade introduzida na terceira fração foi corrigida pela atribuição de pesos, originando amostra ponderada de 2.471 participantes. Prevalências da dislipidemia, definida como alteração de pelo menos uma, entre quatro frações lipídicas, foram estimadas em ambos os sexos, segundo variáveis sociodemográficas, comportamentais e relacionadas à saúde. Para identificar fatores associados, utilizou-se a regressão de Poisson, obtendo-se razões de prevalências em modelos uni- e multivariados. Todas as estimativas foram calculadas levando-se em consideração o efeito de desenho amostral. RESULTADOS: Elevada prevalência de dislipidemia foi observada no município (61,9%; IC95%: 58,5%-65,3%). Renda e consumo de fibras, no sexo masculino, e média diária de tempo sentado e consumo de ácidos graxos saturados, no feminino, se mantiveram nos modelos finais, além da idade e dos indicadores de obesidade central que permaneceram consistentemente associados ao desfecho, em ambos os sexos. CONCLUSÕES: Políticas públicas de intervenção direcionadas à adoção de hábitos saudáveis de consumo alimentar, bem como ao controle da obesidade central e do sedentarismo, poderão contribuir para o declínio da prevalência de dislipidemia e, por conseguinte, da morbimortalidade por doenças cardiovasculares no município.

ASSUNTO(S)

dislipidemia fatores associados estudos transversais epidemiologia saúde pública

Documentos Relacionados