Direcionalidade em tradução: uma investigação do processamento cognitivo de tradutores profissionais em tradução direta e inversa no par lingüístico inglês-português

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

12/03/2010

RESUMO

Esta dissertacao, desenvolvida no ambito do projeto [email protected] (Conhecimento experto em tradução: modelagem do processo tradutório em altos níveis de desempenho (CNPq 479340/2006-4), vincula-se aos trabalhos de natureza empirico-experimental desenvolvidos no LETRA (Laboratorio Experimental de Traducao), da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais. O trabalho tem como objetivo a investigacao de aspectos cognitivos observados no desempenho de dez tradutores profissionais na execucao de tarefas que envolvem a traducao de textos correlatos da lingua estrangeira (ingles) para a lingua materna (portugues) traducao direta (TD) e da lingua materna (portugues) para a lingua estrangeira (ingles) traducao inversa (TI). A coleta de dados foi feita de acordo com a metodologia de triangulacao dos dados processuais (JAKOBSEN, 1999; ALVES (2001, 2003), que combina o uso de diferentes ferramentas de elicitacao de dados, numa perspectiva de complementaridade. A analise processual teve como base representacoes lineares obtidas por meio de gravacoes feitas com o software Translogc, em conjunto com protocolos e questionarios retrospectivos. Utilizou-se a direcionalidade como variavel independente, tendo como base a pesquisa de Buchweitz e Alves (2006). Aqueles autores analisaram o impacto da direcionalidade sobre tres variaveis dependentes, a saber: (i) tempo, (ii) segmentacao e (iii) recursividade. O trabalho de Buchweitz e Alves apresenta uma analise comparativa entre o desempenho de tradutores novatos e tradutores com alguma experiencia profissional, revelando que a direcao inversa consumiu mais tempo e aumentou o numero de segmentos em ambos os grupos. Por outro lado, o grupo mais experimente apresentou aumento no numero de revisoes feitas na traducao inversa, indicando que a recursividade pode ser uma caracteristica relacionada ao desempenho de tradutores mais experientes. O presente trabalho replica o estudo de Buchweitz e Alves (2006) enfocando o impacto da direcionalidade sobre o processamento cognitivo de dez tradutores profissionais. Como variaveis de analise tem-se: (i) tempo despendido em cada fase (orientacao, redacao e revisao) e nas duas tarefas como um todo (JAKOBSEN, 2002; ALVES, 2005), (ii) pausas, (iii) recursividade (BUCHWEITZ &ALVES, 2006) e (iv) segmentacao processual (DRAGSTED, 2004; RODRIGUES, 2009). De todo o grupo, cinco sujeitos gastaram mais tempo durante as traducoes diretas e cinco gastaram mais tempo quando das traducoes inversas. Ressalta-se a importancia de se considerar a ordem de realizacao da tarefa como fator decisivo na analise de tempo gasto em cada traducao. Observou-se que ha uma tendencia a diminuicao de tempo alocado quando da segunda tarefa. Na analise da distribuicao das fases, constatou-se que a primeira fase a orientacao inicial -- nao apresenta uma variacao significativa entre os sujeitos, que alocaram pouco tempo a orientacao inicial. Identificou-se que a fase de redacao exige mais tempo de dedicacao por parte dos tradutores, conforme apontado em trabalhos anteriores (JENSEN, 2001; JAKOBSEN, 2002 e 2003; LIPARINI CAMPOS, 2005, entre outros). Ainda que o grupo tenha despendido, em media, mais tempo de redacao tanto durante a TD quanto durante a TI, verifica-se que a maioria dos tradutores (seis) despendem mais tempo durante a fase de redacao da TI, corroborando os resultados de Buchweitz e Alves (2006). No que tange a fase de revisao final, na presente pesquisa os tradutores gastaram mais tempo quando das traducoes inversas. Tal desempenho foi oposto aquele observado em Buchweitz e Alves (2006), quando verificou-se um aumento de tempo despendido quando da revisao da traducao direta. A analise das pausas mostra que a ordem de execucao tambem influencia o tempo gasto com pausas durante a execucao de cada tarefa, mostrando que os tradutores, ao realizarem a segunda traducao de um texto correlato, fazem uso do conhecimento previamente adquirido, evitando dispendio de tempo na busca de solucoes para problemas. Sobre a analise da recursividade, percebeu-se um aumento de movimentos recursivos quando das traducoes inversas. Por fim, no que tange a analise da segmentacao processual, nao se percebe um padrao entre os sujeitos. Contudo, observa-se um aumento no numero de segmentos quando das traducoes inversas. Por outro lado, nao se observa uma relacao entre a ordem de realizacao das tarefas e o numero de segmentos, apontando o carater idiossincratico do desempenho de cada sujeito que, a partir de uma complexa rede de conhecimentos e habilidades, trabalham no intuito de produzirem um texto de chegada de acordo com cada tarefa proposta.

ASSUNTO(S)

tradutores (programas de computador) teses. tradução e interpretação teses. lingua inglesa traduções para o portugues teses. cognição teses.

Documentos Relacionados