Dental erosion in patients with Gastroesophagic reflux disease / Erosão dental em pacientes com doença do refluxo gastroesofágico

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2008

RESUMO

A doença do refluxo gastroesofágico consiste num conjunto de manifestações orgânicas causadas pelo fluxo retrógrado do conteúdo gástrico para o esôfago. A associação entre doença do refluxo gastroesofágico e erosão dental sinaliza uma conseqüência da ação do refluxo ácido. A erosão dental define-se como perda irreversível da estrutura dental causada por um processo químico não envolvendo a ação bacteriana. Este estudo avaliou a associação Erosão Dental com a doença do Refluxo Gastroesofágico, faixa etária, gênero e nível de escolaridade em pacientes com diagnóstico endoscópico de esofagite por refluxo gastroesofágico, conforme Savary-Miller modificada, grupo (E), em comparação aos pacientes sem este diagnóstico (endoscopicamente normais), grupo normal (N), atendidos no Centro de Endoscopia Digestiva do Hospital Sírio-Libanês de São Paulo. Foram examinados 120 pacientes com idade variando entre 20 e 80 anos (média de 46,76 anos), de ambos os gêneros, com diagnóstico endoscópico de esofagite por refluxo gastroesofágico, e 60 pacientes com idade variando entre 20 e 80 anos (média de 39,97 anos), de ambos os gêneros, sem diagnóstico de esofagite por refluxo gastroesofágico. O protocolo específico foi respondido pelo paciente ou por seu representante legal. A metodologia adotada envolveu, numa primeira etapa, exame de endoscopia digestiva alta e esofagite por refluxo gastroesofágica diagnosticada segundo a classificação de Savary-Miller modificada. Em seguida, o exame oral foi realizado e a erosão dental foi classificada, quando presente, segundo a escala de graduação de ED proposta por Eccles e Jenkins. Para análise estatística, os resultados foram testados para cada variável pelo método do Qui Quadrado de Pearson (X²). Os resultados estatísticos indicaram que a esofagite por refluxo gastroesofágico é fator significativo para o aparecimento de erosão dental. A faixa etária é fator significativo para o aparecimento de erosão dental até o limite de 49 anos para o grupo N e 59 anos no grupo E. O gênero masculino é fator significativo para o não aparecimento de erosão dental nos grupos estudados, enquanto que o gênero feminino é significativo para o não aparecimento de erosão dental no grupo N e não significativo para o grupo E. O nível de escolaridade 3 foi significativo para o não aparecimento de erosão dental nos grupos N e E com p = 0,000. Esses resultados possibilitam concluir que os pacientes com erosão dental possuem algum grau de esofagite por refluxo gastroesofágico, têm idade entre 30 e 49 anos e apresentam menor nível de escolaridade.

ASSUNTO(S)

esofagite por refluxo gastroesofágico gastroesophagic reflux disease doença do refluxo gastroesofágico erosão dental esophagitis caused by gastroesophagic reflux dental erosion

Documentos Relacionados

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo