Correlation between serum 25-hydroxyvitamin D levels and carotid intima-media thickness in a Brazilian population descended from African slaves

AUTOR(ES)
FONTE

Braz J Med Biol Res

DATA DE PUBLICAÇÃO

26/02/2018

RESUMO

Hypovitaminosis D has been identified as a possible new cardiovascular risk factor. However, the results of studies correlating serum vitamin D levels with markers of subclinical atherosclerosis have been conflicting. The aim of this study was to correlate serum levels of 25-hydroxyvitamin D [25(OH)D] with carotid intima-media thickness (C-IMT) and conventional cardiovascular risk factors in Afro-descendants. A cross-sectional analysis was performed on a sample of 382 individuals from a cohort of descendants of African slaves, inhabitants of “Quilombola” communities, with a mean age of 57.79 ±15.3 years, 54.5% of whom were women. Socio-demographic and clinical data were collected and biochemical tests were performed, including serum levels of 25(OH)D by electrochemiluminescence and urinary albumin excretion, evaluated by the albumin/creatinine ratio (ACR) in a spot urine sample. All participants underwent high-resolution ultrasonography for C-IMT measurement. Hypovitaminosis D was defined as serum 25(OH)D levels <30 ng/mL. The mean serum 25(OH)D levels were 50.4±13.5 ng/mL, with a low prevalence of hypovitaminosis D (4.86%). By simple linear correlation, a significant inverse association between 25(OH)D levels and C-IMT (r=-0.174, P=0.001) was observed. However, after multiple linear regression analysis, the significance of the association between serum levels of 25(OH)D and C-IMT measurement was lost (β=-0.039, P=0.318) and only male gender, age, smoking, systolic blood pressure, glucose and low density lipoprotein (LDL)-cholesterol remained significantly associated with C-IMT. Levels of 25(OH)D were independently and positively associated with HDL-cholesterol and inversely associated with age and ACR. In conclusion, no independent association between 25(OH)D levels and C-IMT was observed in this population. On the other hand, there was an inverse association with albuminuria, a marker of endothelial lesion.

Documentos Relacionados

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo