Contribuição ao estudo anátomo-clínico da Paracoccidioiodomicose em Minas Gerais. meio século de experiência - avaliação das necrópsias realizadas no período compreendido entre 1944 até 1999, no departamento de anatomia patológica e medicina legal, da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais.

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

03/03/2011

RESUMO

A paracoccidioidomicose (PCM), causada pelo fungo dimórfico Paracoccidioides brasiliensis (Pb), constitui a micose sistêmica mais prevalente na América Latina. O Brasil está no centro da endemia, e com grande relevância apresenta o Estado de Minas Gerais. Acarreta custos sociais e econômicos derivados não apenas da doença ativa, sendo responsável por alta morbidade e mortalidade. No presente trabalho, procurou-se realizar um estudo abrangente e sistematizado dos casos fatais de paracoccidioidomicose observados em 55 anos (1944 a 1999) no Departamento de Anatomia Patológica e Medicina Legal da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais. Dos 41 pacientes necropsiados com PCM nesse período, todos precediam do Estado de Minas Gerais e 71% eram do gênero masculino, com proporção de 2,4 homens para cada mulher. A média de idade foi de 27,8 anos, com predomínio de pacientes entre a faixa etária de 18 a 40 anos (46%). A cor parda foi encontrada em 44% dos pacientes. A ordem decrescente de frequência por mesorregiões do Estado de Minas Gerais foi de Central/Centroeste (36,6%), da Mata (19,5%), Vale do Rio Doce (17,1%), Vales do Rio Mucuri/Jequitinhonha (14,6%), Sul/sudoeste (4,9%), Norte/Noroeste (2,4%) e Alto Paranaíba/Triangulo Mineiro (2,4%). A agropecuária foi a principal atividade laborativa contando com 39% dos casos. Os sinais e sintomas constitucionais mais observados foram linfadenomegalias (79%), emagrecimento (72%), astenia/hipodinamia (65%), palidez cutâneo-mucosa (62%) e febre (52%). A forma clínica predominante foi a forma disseminada encontrada em 34% dos pacientes. As formas linfonodal, cutâneo-mucosa e pulmonar foram observadas, isoladas ou associadas a outras formas, em 59%, 56% e em 49% dos casos, respectivamente. As formas clínicas unifocais apresentaram esta distribuição: linfonodal (24%), cutâneo mucosa (22%), visceral (15%), pulmonar (7%), neurológica (5%) e óssea (5%). A apresentação anátomo-clínica predominante foi a forma aguda/subaguda, representada por 54% dos casos com envolvimento de 100% de linfonodos (p<0,028), 91% do baço (p<0,001), 68% do fígado (p<0,024) e 50% do trato gastrointestinal (p<0,003). A forma crônica/multifocal representou 46% dos casos e envolvimento de 79%, 73%, 42%, e 42% de linfonodos (p<0,028), pulmões, baço (p<0,001) e cutaneomucoso, respectivamente. A média do tempo de evolução para o óbito foi de 7,8 meses. Houve discordância diagnóstica entre as hipóteses clínicas e os achados anatomopatológicos em 28 dos 41 casos (68%). As parasitoses intestinais, esquistossomose e a tuberculose foram as principais infecções associadas encontradas. Não foi detectada nenhuma neoplasia associada. Estes dados revestem a grande importância do estudo necroscópico no aprofundamento de inúmeras questões relativas à doença de modo a melhor compreender o seu comportamento natural e poder traçar estratégias de controles epidemiológicos, métodos diagnósticos, e o entendimento da evolução clínica e terapêutica.

ASSUNTO(S)

medicina tropical. paracoccidioidomicose/patologia decs paracoccidioidomicose/mortalidade decs autopsia decs história decs paracoccidioides decs brasil decs epidemiologia decs causas de morte decs estudos de casos decs dissertação da faculdade de medicina da ufmg.

Documentos Relacionados

TCC Pronto e Gratuito? Sério mesmo? Você acredita em almoço de graça? Comprar um TCC Pronto? Fazer o Próprio TCC? Você ainda tem dúvidas como essas? Você PRECISA ver este Artigo com Urgência! Neste artigo você encontrará: TCC Pronto e Gratuito Comprar TCC Pronto É só me corrigir se eu estiver errado, mas as pessoas Adoram Atalhos, certo? O problema é que, muitas vezes, ATALHOS São ARMADILHAS DISFARÇADAS. Então, se você quer Fugir das Armadilhas e quer saber a Verdade sobre TCC Pronto, TCC Pronto e Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo