CONSIDERAÇÕES SOBRE O PROCESSO DE RETEXTUALIZAÇÃO PARA LIBRAS DE TEXTOS EM PORTUGUÊS POR GRADUANDOS SURDOS

AUTOR(ES)
FONTE

Trab. linguist. apl.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2018-04

RESUMO

RESUMO: O objetivo deste trabalho é discutir o processo de retextualização, para a Língua Brasileira de Sinais (Libras), de textos em português por alunos surdos. Para isso, dentre outros autores, apoiamo-nos teoricamente nas considerações de Travaglia (2013; 1993) e Marcuschi (2010 [2000]) acerca desse processo, entendido, respectivamente, como tradução, numa perspectiva textual, e como transformação de textos na mesma língua. Destacamos ainda as considerações de Karnopp e Quadros (2007) sobre aspectos linguísticos da Língua Brasileira de Sinais. Metodologicamente, analisamos o processo de retextualização em textos sinalizados e gravados em vídeos produzidos por alunos do Curso de Letras-Libras da UFPI, a partir de atividade elaborada na disciplina de Metodologia da Pesquisa em Ciências Humanas, ministrada no segundo período do ano de 2014. A análise dos dados apontou que a modalidade da Língua Brasileira de Sinais exige do tradutor/intérprete mais do que a habilidade de produzir textos, pois, no processo de tradução para Libras, os elementos linguísticos do português são transformados em elementos linguísticos da Libras. Dessa forma, informações do texto original, escrito em português, reaparecerão transformadas no texto retextualizado, sinalizado em Libras, mas essas informações são organizadas a partir da estruturação linguística da Libras e ressignificadas a partir da interpretação feita pelo surdo do texto escrito em português.

ASSUNTO(S)

tradução retextualização libras

Documentos Relacionados

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo