Composição fitoplanctônica da água e do trato gastrointestinal do molusco Diplodon enno (Ortmann) do rio São Francisco (BA - Brasil)

AUTOR(ES)
FONTE

Braz. J. Biol.

DATA DE PUBLICAÇÃO

22/03/2016

RESUMO

Resumo O conhecimento da composição da dieta do molusco de água doce Diplodon enno é de extrema importância para a sua cultura e propagação, permitindo desta forma a recuperação de populações em perigo de extinção no Brasil. As microalgas são a principal fonte de alimento para moluscos filtradores e os uniónidos sendo selecionadas por estes com base nas suas características celulares. O principal objectivo deste trabalho é analisar a composição fitoplanctônica da água e do conteúdo gastrointestinal do molusco D. enno, de forma a desenvolver uma dieta apropriada ao seu cultivo. Para isso, amostras de água e espécimes de bivalves foram recolhidos do rio São Francisco, cidade de Paulo Afonso, Bahia, Brasil. A composição de microalgas encontrada na água e no conteúdo do estômago/intestino foi muito diversa, sendo representada pelas seguintes divisões: Cyanophyta, Chlorophyta, Dinophyta e Heterokontophyta (diatomáceas). Atendendo à abundância relativa de cada divisão de microalgas, podemos afirmar que na água e no trato gastrointestinal Cyanophyta representa 15% e 14%, Chlorophyta 54% em ambos, Heterokontophyta 31% e 27% e Dinophyta 0% and 5%, respectivamente. De acordo com o critério CETESB de classificação de espécies de fitoplâncton, 50% das espécies de Cyanophyta e 15% das de Chlorophyta observadas nas amostras de água foram classificadas como “muito frequentes”, tal como aconteceu para 68% das espécies de Heterokontophyta e 33% das de Chlorophyta nas amostras do conteúdo do trato gastrointestinal. Realçando as espécies presentes, apesar de apenas Coelastrum sp. e Chroococcus sp. terem sido observadas em 100% e 75% das amostras de água, respectivamente, nas amostras de trato gastrointestinal Staurastrum sp., Aulacoseira sp., Scenedesmus sp. e Fragilaria crotonensis foram identificadas em entre 80% e 100% das amostras. Os resultados deste estudo mostram que D. enno se alimenta não apenas de pequenas microalgas clorófitas, devido ao seu pequeno tamanho que possibilita maiores taxas de filtração, como também de diatomáceas maiores, devido a uma possível vantagem nutricional para os bivalves. Assim sendo, uma dieta composta por diatomáceas e pequenas clorófitas poderá ser considerada a mais indicada para a manutenção de populações de D. enno.

ASSUNTO(S)

fitoplâncton trato gastrointestinal diplodon enno rio são francisco

Documentos Relacionados

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo