Como trabalhar a educação em saúde bucal com crianças e adolescentes?

DATA DE PUBLICAÇÃO

25/03/2019

RESUMO

Os programas educativos em saúde bucal que aplicam metodologia participativa têm fundamental importância na mudança de hábitos de higiene bucal em crianças e adolescentes, independentemente de sua inserção social. Os programas ancorados apenas em palestras e instruções teóricas têm impacto limitado.1  É preciso explorar recursos de dramatizações, desenhos e pinturas, faz de conta, meios audiovisuais, atividades ludo-pedagógicas. Em geral, os assuntos que devem ser mais abordados no processo educativo em saúde bucal são:  importância da saúde bucal; relação saúde bucal e  saúde em geral; placa bacteriana – o que é, como se forma e conseqüências, e como remover; hábitos de higiene – escovação, uso do fio dental; hábitos alimentares – relação dieta/cárie; flúor, hábitos indesejáveis e freqüência ao dentista. Entretanto, há assuntos específicos que devem ser abordados dependendo da faixa etária.

ASSUNTO(S)

saúde pública saúde bucal/educação educação em saúde bucal/22074 criança pré-escolar adolescente

Documentos Relacionados