Como lidar com mudanças comportamentais do filho primogênito ao nascimento do segundo filho?

DATA DE PUBLICAÇÃO

04/04/2018

RESUMO

Os profissionais da saúde da Atenção Básica (AB)/Atenção Primária em Saúde (APS) podem auxiliar na preparação com a família para a chegada de novos integrantes, realizando um trabalho de orientação familiar, desde a gestação, contribuindo para a reestruturação familiar necessária com a chegada de um novo integrante. Estimular a conversa com o/a primogênito/a, com explicações sobre o cuidado e atenção que um bebê requer e atribuir um lugar a ele, como o de “ajudante dos pais” é uma forma preencher a lacuna causada pela divisão de atenção necessária com a chegada do novo integrante. A orientação familiar pode ser realizada por todos os profissionais que estejam em contato com a família, e em conjunto com a Estratégia Saúde da Família (ESF), com os Agentes Comunitários de Saúde (ASC).

ASSUNTO(S)

comportamento infantil/psicologia relações mãe-filho bem-estar da criança

Documentos Relacionados