Como deve ser realizado o acompanhamento aos beneficiários do Programa Bolsa Família pelo nutricionista do NASF?

DATA DE PUBLICAÇÃO

13/10/2015

RESUMO

Na Atenção Básica, o nutricionista do NASF tem papel fundamental para ampliar as possibilidades de atuação das equipes de Saúde da Família, consideradas referência para a população do território adscrito1.

Em relação ao Bolsa Família, a atuação desse profissional pode se dar tanto sobre as condicionalidades do Programa que reforçam o acesso a direitos sociais básicos nas áreas de educação, saúde e assistência social quanto sobre as ações e programas complementares desenvolvidos com o objetivo de fomentar a superação da situação de vulnerabilidade em que se encontram as famílias beneficiadas2.

Na área de saúde, as famílias beneficiadas assumem o compromisso de realizar o acompanhamento em saúde através da atualização do cartão de vacinação e do crescimento e desenvolvimento das crianças menores de 7 anos3. As mulheres na faixa de 14 a 44 anos também devem fazer o acompanhamento e, se gestantes ou nutrizes (lactantes), devem realizar o pré-natal e o acompanhamento da sua saúde e a do bebê3.

O nutricionista pode apoiar as equipes de Saúde da Família através de ações técnico-pedagógicas, buscando aumentar a capacidade e a qualidade do cuidado oferecido pelas próprias equipes vinculadas. Podem, também, ser ofertadas ações com base na dimensão assistencial do apoio matricial, através de intervenções diretas à população beneficiária do Programa sempre que devidamente acordado com as equipes de referência como parte da proposta terapêutica definida na Atenção Básica1.

ASSUNTO(S)

programas e políticas de nutrição e alimentação nutricionistas

Documentos Relacionados