Como deve ser o manejo do corticóide em casos de Febre Chikungunya?

DATA DE PUBLICAÇÃO

16/03/2016

RESUMO

Os corticosteroides são contraindicados na fase aguda da febre Chikungunya .

Nas fases subaguda e crônica, o uso de corticóides está indicado apenas para os casos com dor articular não responsiva a AINE (Anti-Inflamatórios Não Esteroidais) e analgésicos, em pacientes com dor moderada a intensa, poliarticular e debilitante.

Para os casos onde haja evidência de processo inflamatório articular, com dor associada a edema (não é habitual à presença de sinais flogístico como calor e rubor), pode ser iniciado corticosteroide na forma oral.

A medicação padrão para uso oral é a prednisona. Esta medicação, dependendo da dose, terá efeito predominante anti-inflamatório (dose menor ou igual a 0,5 mg/Kg de peso/dia), dose intermediária entre ação anti-inflamatória e início de ação imunossupressora (maior que 0,5 mg até dose menor que 1 mg/kg de peso por dia) e dose predominantemente imunossupressora independente de sua ação anti-inflamatória (dose maior ou igual a 1 mg/kg de peso/dia).

A dose recomendada é inicialmente voltada para processo inflamatório:

  • Iniciar com 20 mg/dia em dose única pela manhã. Interpretar como resposta adequada ao tratamento, a melhora da capacidade para deambular sem ajuda e controle satisfatório das dores. Neste caso manter a dose até resolução do quadro de dor articular por completo.
  • Em caso de remissão completa da dor, manter a dose por mais três dias. Caso não haja recidiva do quadro, diminuir a dose para 10mg/dia e aguardar mais três dias. Caso a dor não retorne, suspender ao final destes três dias.
  • A dose inicial poderá ser mantida por até 21 dias, tempo médio em que, habitualmente, não há riscos de insuficiência adrenal induzida. Acima deste período, na ausência de resposta, considerar associação de opióides com suspensão ou não do corticoide, a depender da resposta parcial, na ausência de efeitos colaterais dele. Durante as fases de desmame em função da melhora, como explicitado acima, em caso de retorno da dor, retornar à dose anterior e tentar novo desmame somente após cinco dias da resolução dos sintomas e assim por diante até retirada completa da medicação.

São critérios de exclusão para uso de corticosteroides: pacientes portadores de diabetes, hipertensão de difícil controle, passado de fratura por osteoporose documentada, transtorno de humor bipolar, insuficiência renal crônica em diálise, Cushing, Obesidade grau III, arritmias e coronariopatias.

SOF relacionadas:

  1. O que pode ser abordado sobre a febre Chikungunya?
  2. Como é realizado o diagnóstico e qual é o manejo clínico na febre do Chicungunya?
  3. Como se dá o processo de cronificação da Febre de Chikungunya?
  4. O que devemos saber sobre a Febre do Chicungunya?
  5. Como diferenciar Dengue, Chikungunya e Zika?
  6. Paciente na fase aguda de Chikungunya pode ser vacinado contra H1N1?

 

 

ASSUNTO(S)

febre de chikungunya/tratamento farmacológico corticosteroides/uso terapêutico

Documentos Relacionados