Causas de custos adicionais e impacto financeiro em obras públicas sob a perspectiva da gestão de risco

AUTOR(ES)
FONTE

Ambient. constr.

DATA DE PUBLICAÇÃO

05/12/2019

RESUMO

Resumo Este trabalho tem por objetivo analisar as principais causas da contratação de serviços adicionais com impacto financeiro na construção de obras públicas, sob a perspectiva da gestão de risco. Uma revisão sistemática da literatura propiciou uma nova categorização das causas dos custos adicionais com base na taxonomia do risco. A etapa de campo envolveu a análise de contratos de obras novas e concluídas de uma autarquia federal vinculada ao ensino superior. Para análise das causas, foi realizada uma análise lexical das justificativas dos aditivos, por meio do software Iramuteq. A categorização das causas resultantes da revisão da literatura embasou a definição de cada categoria de risco. O impacto financeiro para cada categoria de risco foi mensurado por análises quantitativas. Os resultados apontam que o maior índice de risco corresponde à categoria de projetos, com 53% da frequência dos aditivos e 56% do impacto financeiro. As contribuições da pesquisa envolvem o modelo proposto para análise das causas dos custos adicionais baseado na taxonomia do risco e a associação das análises lexical e documental para redução da subjetividade e melhoria na condução do processo de mitigação do risco.Abstract This paper aims to analyse the main causes for contracting additional services in public construction works, from a risk management perspective. A systematic literature review led to a new categorisation of the causes of cost overrun based on risk taxonomy. The field study involved an analysis of contracts for new and completed works at a public higher education institution. The Iramuteq software performed a lexical analysis of the justifications for the additions. The categorisation of the causes resulting from the literature review supported the definition of each risk category. The financial impact for each risk category was measured by quantitative analysis. The results indicate that the highest risk index corresponds to the project category, with 53% of addition frequency and 56% of financial impact. The contributions of this study involve the proposed model for analysis of the causes of cost overrun based on risk taxonomy and the association of lexical and documentary analyses to reduce subjectivity and improve the risk mitigation process.

Documentos Relacionados