Características pós-abate de novilhos terminados com silagem de girassol (Helianthus annus L.) / Characteristics after slaughter of steers finished on Sunflower silage (Helianthus annuus L.)

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2008

RESUMO

Objetivou-se avaliar as características da carcaça, da carne e do corpo vazio de novilhos terminados em confinamento submetidos a inclusões parciais na dieta de silagem de girassol (Helianthus annuus L.) em substituição à silagem de milho (Zea mays L.). Incluiu-se 0% de silagem de girassol (IG00); 33% de silagem de girassol (IG33) e 66% de silagem de girassol (IG66) com base na matéria seca (MS). Os animais foram abatidos quando a espessura de gordura subcutânea ficou entre 3 e 6 mm. A dieta consumida continha relação volumoso:concentrado de 60:40 (com base na MS), com 12,26; 12,51 e 12,79% de proteína bruta, 2,85; 2,88 e 2,93 Mcal de energia digestível/kg de MS, e 4,06; 5,29 e 7,15% de extrato etéreo, respectivamente. Novilhos IG33 apresentaram maior área de Longissimus dorsi (ALD) e menor percentagem de dianteiro do que IG00 e IG66 (64,87; 53,21 e 56,59 cm2 e 37,09; 38,45 e 37,97%, respectivamente). Os animais IG33 apresentaram maior ALD/100 kg de carcaça fria e percentagem de traseiro que IG00 (27,98 vs 23,31cm2/100kg e 49,79 vs 48,93%, respectivamente). Também apresentaram superior relação músculo:osso e músculo+gordura:osso que IG66 (4,94 vs 4,29 e 6,97 vs 5,90, respectivamente). A inclusão de silagem de girassol em qualquer nível não influenciou significativamente coloração (3,78 pontos), textura (4,33 pontos), marmoreio (6,78 pontos), maciez (7,32 pontos), palatabilidade (6,87 pontos) e suculência (6,09 pontos) da carne. Igualmente não foi verificada diferença estatística (P>0,10) na quebra ao descongelamento (4,16%) do músculo “Longissimus dorsi”, quebra na cocção (24,37%) e na força de cizalhamento (3,04kgf/cm3). Novilhos IG66 apresentaram maior relação peso de corpo vazio:peso de abate que IG33 (93,52 vs 92,03). Os animais IG33 apresentaram menor participação de componentes externos e couro em relação a IG00 e IG66. Enquanto animais IG66 apresentaram maior peso relativo de fígado do que IG33 e inferior peso relativo de abomaso do que IG00, IG33 apresentaram maior deposição de gordura no trato digestivo em relação a IG66. A inclusão de silagem de girassol não comprometeu as características da carcaça, não alterou as características qualitativas da carne; porém aumentou o peso do fígado, reduziu o acúmulo de gordura no trato digestivo e o peso do abomaso, sem entretanto, afetar o desempenho animal.

ASSUNTO(S)

novilho de corte produção animal

Documentos Relacionados

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo