Capacidade de estabilização pélvica em nadadores de diferentes estilos

AUTOR(ES)
FONTE

Rev Bras Med Esporte

DATA DE PUBLICAÇÃO

2015-04

RESUMO

INTRODUÇÃO: os estilos de nado com movimentos alternados ou simultâneos dos membros superiores podem gerar demandas diferentes sobre os músculos lombopélvicos. A avaliação do alinhamento pélvico no plano transverso contribui para a compreensão da influência dessas diferentes demandas decorrentes do nado sobre a estabilidade pélvica.OBJETIVOS: investigar o efeito do treinamento de estilos com braçadas alternadas ou com braçadas simultâneas sobre a estabilização pélvica no plano transverso.MÉTODOS: foram avaliados 113 nadadores, 63 praticantes de braçada alternada e 50 de braçada simultânea, por meio do teste da ponte com extensão unilateral do joelho. A magnitude e assimetria de queda pélvica foram quantificadas por meio de programa de análise de movimento. O teste de Mann-Whitney foi utilizado para verificar diferenças na assimetria de queda pélvica entre atletas que praticavam braçada alternada e simultânea em cada repetição do teste. A ANOVA com desenho misto foi realizada para investigar diferenças na magnitude de queda pélvica entre repetições considerando a braçada praticada.RESULTADOS: a assimetria de queda pélvica não apresentou diferença entre grupos em nenhuma repetição. A magnitude de queda pélvica foi maior na terceira repetição 15,96 ± 7,18º do que na primeira 15,13 ± 7,52º e segunda 15,16 ± 7,35º em todos os nadadores. Os praticantes de braçada alternada apresentaram maior magnitude de queda pélvica do que os de braçada simultânea 16,46 ± 7,38º versus14,13 ± 7,08º.CONCLUSÃO: o tipo de braçada praticada não influencia a assimetria do alinhamento pélvico no plano transverso. Entretanto, a magnitude de queda pélvica foi maior na terceira repetição e em praticantes de braçada alternada.

ASSUNTO(S)

pelve natação atletas

Documentos Relacionados

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo