Bilinguismo e interpretação simultânea: uma análise cognitiva do processamento da memória de trabalho e da fluência verbal

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

10/01/2012

RESUMO

The purpose of this investigation, which appears in the form of a comparative study, was to evaluate verbal fluency (VF) and to compare the differences in the processing capacity of the working memory (WM) of a bilingual individual, a simultaneous interpreter and a monolingual individual. Literature about bilingualism suggests a bilingual disadvantage in VF tests (BIALYSTOK, 2001, 2005, 2009) and similarities, in general, between bilingual and monolingual speakers in the performance of tests that measure WM processing (NAMAZI; THORDARDOTTIR, 2010), although there is no consensus on this (WODNIECKA et al., 2010). However, few studies have analyzed WM processing by simultaneous interpreters as a specific group of bilingual individuals. In this study, they are classified as a separate group because the nature of their activity requires not only the proficient knowledge of two languages, but also a complex and imbricate association of both that arises from an "interpretative competence". Simultaneous interpreters are believed to deal with many pieces of information during conference interpretation and, because of that, have a greater WM processing capacity than bilingual and monolingual individuals. It is also believed that lexical access by simultaneous interpreters may not be negatively affected by bilingualism, and that, rather, their VF test scores are similar to those of monolingual speakers, as this is an indispensable condition for their work. These assumptions were evaluated using verbal WM (Auditory Word Span and Auditory N-back tasks) and VF tests (Lexical Evocation) in Brazilian Portuguese, the mother language of all participants. The criteria for participant selection were age, sex, years of schooling, fluency and frequency of L1 (Portuguese) and L2 (English) use. The results indicate a similar performance between the interpreter and monolingual participants in the tests of VF, with a lower z score for bilingual. This similarity, however, was not observed in WM tests.

ASSUNTO(S)

linguÍstica bilinguismo cogniÇÃo memÓria - estudos interdisciplinares traduÇÃo e interpretaÇÃo letras

Documentos Relacionados

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo