Avaliação laboratorial do estado do ferro e parâmetros reticulocitários no diagnóstico diferencial da anemia ferropriva e beta-talassemia heterozigótica

AUTOR(ES)
FONTE

Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial

DATA DE PUBLICAÇÃO

2002

RESUMO

Introdução: A forma solúvel do receptor da transferrina (sTfR) tem sido indicada como um parâmetro útil na avaliação do estado do ferro e da atividade eritropoiética. Reticulócitos imaturos apresentam alta concentração dos receptores de transferrina na sua membrana. Estudamos a correlação entre sTfR e parâmetros reticulocitários em pacientes com anemia ferropriva (AF) e com beta-talassemia heterozigótica (beta-tal hetero). Os parâmetros laboratoriais relacionados ao estado do ferro e reticulócitos foram estudados a fim de se estabelecer a utilidade clínica dos mesmos na distinção entre os dois tipos de anemia. Material e métodos: As medidas reticulocitárias foram obtidas usando-se um analisador hematológico semi-automático, e as concentrações de sTfR foram determinadas por técnica imunoenzimática. Foram estudados 49 pacientes com AF e 43 com beta-tal hetero. Resultados: As contagens de reticulócitos e os valores de sTfR foram significativamente mais elevados na AF do que na beta-tal hetero, mas o melhor parâmetro para diferenciar as duas anemias foi o índice de sTfR, obtido pela razão sTfR/ferritina. O compartimento de transporte foi mais bem avaliado pela dosagem de transferrina do que pela capacidade de ligação do ferro à transferrina (TIBC). A associação do ferro sérico à medida de transferrina (índice de transferrina) melhorou a acurácia do teste de transferrina. Discussão: A correlação entre reticulócitos imaturos e nível de sTfR foi observada apenas no grupo com AF, sugerindo que a falta de ferro intracelular seja o principal fator responsável pelo estímulo à síntese de sTfR nas células sangüíneas imaturas. Os valores elevados de sTfR nos pacientes com beta-tal hetero refletem um certo grau de eritropoiese ineficaz nessa hemoglobinopatia. Conclusão: Concluímos que as medidas de sTfR, ferritina e transferrina são parâmetros úteis e precisos para diferenciar AF de beta-tal hetero.

ASSUNTO(S)

receptor solúvel da transferrina metabolismo do ferro microcitose imaturidade de reticulócitos

Documentos Relacionados

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo