Avaliação do estado nutricional do paciente gravemente enfermo

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

24/02/2011

RESUMO

As alterações metabólicas que ocorrem em pacientes gravemente enfermos exigem atenção especial na utilização e na interpretação dos diversos métodos de avaliação nutricional. Na literatura atual, existem poucos dados sobre a avaliação nutricional de pacientes internados em unidades de terapia intensiva (UTI), talvez pela dificuldade em se obterem dados que sejam confiáveis. Entretanto, mesmo com essas limitações não é possível realizar terapia nutricional segura e eficaz, sem prévia avaliação do estado nutricional. O presente estudo teve como objetivo avaliar o estado nutricional de pacientes gravemente enfermos por meio de diferentes técnicas de avaliação nutricional. A avaliação global subjetiva (AGS) foi considerada o método padrão para o diagnóstico nutricional e, o resultado foi comparado com métodos objetivos (índice de massa corporal, circunferência do braço, prega tricipital, circunferência muscular do braço, área muscular do braço, circunferência da panturrilha, dosagem de albumina e contagem total de linfócitos). Os dados obtidos foram analisados em relação à faixa etária, sexo, cor, classificação APACHE II, doença de base e evolução do doente. O estudo envolveu 185 pacientes internados na unidade de terapia intensivo do Hospital Felício Rocho, no período de março de 2009 a outubro de 2010. A prevalência de desnutrição pela AGS foi de 54%. Pacientes idosos, aqueles que receberam menos alta da UTI ou que retornaram à UTI após a alta tiveram maior probabilidade de serem desnutridos. Além disso, pacientes desnutridos, com mais de 65 anos, com doença de natureza clínica, em ventilação mecânica e que retornaram à UTI após a alta apresentaram maior taxa de mortalidade. A comparação da AGS com os demais testes de avaliação do estado nutricional mostrou que a concordância entre os métodos foi entre pobre e superficial. A análise da curva ROC demonstrou que os testes objetivos de avaliação nutricional podem ser úteis para a avaliação de pacientes gravemente enfermos, desde que outros pontos de corte sejam adotados.

ASSUNTO(S)

cirurgia. nutrição. pacientes internados decs estado nutricional decs metabolismo decs perfil de saúde decs avaliação nutricional decs unidade de terapia intensiva decs antropometria decs terapia nutricional decs dissertações acadêmicas decs dissertação da faculdade de medicina da ufmg.

Documentos Relacionados

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo