AVALIAÇÃO DE ÁCIDOS AMARGOS DE DIFERENTES VARIEDADES DE Humulus lupulus L.

DATA DE PUBLICAÇÃO

13/03/2017

RESUMO

RESUMOO Humulus lupulus L. planta conhecida como lúpulo é uma planta trepadeira, pertencente a família das Canabinaceas, cultivadas geralmente a partir de rizomas, é um dos ingredientes mais importantes na produção e elaboração das cervejas, nos processos em microcervejarias e indústrias cervejeiras, pois são responsáveis por darem amargor, além de ter seu efeito conservante nas formulações, essas propriedades eram descritas desde a idade média. Os ácidos amargos, principalmente os α-ácidos são um dos principais componentes e se encontram nos estróbilos ou “cone”, produzidas pelas glândulas lupulínicas. Além disso autores relatam propriedades terapêuticas e diversas pesquisas tem sido realizadas com seus componentes químicos demonstrando grande interesse farmacêutico. A análise do teor de ácidos amargos do lúpulo tem grande importância para a produção da cerveja, a fim de manter um padrão de qualidade ou até mesmo planejar uma nova fermentação. Os alfa-ácidos por reação química se isomerizam a iso-alfa-ácidos, compostos responsáveis por contribuírem com o amargor das formulações. Métodos quantitativos são utilizados com a finalidade de quantificar precisamente a concentração desses compostos, das quais existem diferenças pelo tipo de produto derivado do lúpulo, como pellets, extratos CO2 e até mesmo a análise na cerveja o produto final, os métodos mais utilizados são por espectrofotometria ou por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) e são todos descritos e validados pela American Society Brewing Chemists (ASBC) e pela European Brewery Convention (EBC). O objetivo deste trabalho foi realizar a determinação dos ácidos amargos em pellets, pelo método espectrofotométrico Hops-6 (ASBC). As amostras de lúpulo, em sua forma de pellets, foram obtidas de um único distribuidor de insumos para microcervejarias. Ao realizar o experimento, foi observado que a quantidade analisada de α-ácidos foi menor em relação ao teor declarado pelo fornecedor, indicando a perda desses compostos durante o armazenamento, como descrito na literatura e artigos por oxidação, consequentemente com a perda desses compostos o potencial de amargor ou força de amargor do lúpulo expressa em International Bitterness Units (IBU) é diminuída, foram utilizados parâmetros do processo da produção da cerveja e a fórmula descrita em literatura para o cálculo do IBU, assim como a tabela de Utilization de Glenn Tinseth. Através da quantificação dos α-ácidos, é possível se calcular o potencial de amargor ou força de amargor do lúpulo a fim de se manter uma padronização na formulação ou até mesmo ser planejada uma nova fermentação.

ASSUNTO(S)

humulus lupulus l. hops alfa-ácidos ácidos amargos spectrophotometry

Documentos Relacionados

TCC Pronto e Gratuito? Sério mesmo? Você acredita em almoço de graça? Comprar um TCC Pronto? Fazer o Próprio TCC? Você ainda tem dúvidas como essas? Você PRECISA ver este Artigo com Urgência! Neste artigo você encontrará: TCC Pronto e Gratuito Comprar TCC Pronto É só me corrigir se eu estiver errado, mas as pessoas Adoram Atalhos, certo? O problema é que, muitas vezes, ATALHOS São ARMADILHAS DISFARÇADAS. Então, se você quer Fugir das Armadilhas e quer saber a Verdade sobre TCC Pronto, TCC Pronto e Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo