Audiological outcomes of cochlear implantation in Waardenburg Syndrome

AUTOR(ES)
FONTE

Int. Arch. Otorhinolaryngol.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2013-09

RESUMO

INTRODUCTION: The most relevant clinical symptom in Waardenburg syndrome is profound bilateral sensorioneural hearing loss. AIM: To characterize and describe hearing outcomes after cochlear implantation in patients with Waardenburg syndrome to improve preoperative expectations. METHOD: This was an observational and retrospective study of a series of cases. Children who were diagnosed with Waardenburg syndrome and who received a multichannel cochlear implant between March 1999 and July 2012 were included in the study. Intraoperative neural response telemetry, hearing evaluation, speech perception, and speech production data before and after surgery were assessed. RESULTS: During this period, 806 patients received a cochlear implant and 10 of these (1.2%) were diagnosed with Waardenburg syndrome. Eight of the children received a Nucleus 24® implant and 1 child and 1 adult received a DigiSonic SP implant. The mean age at implantation was 44 months among the children. The average duration of use of a cochlear implant at the time of the study was 43 months. Intraoperative neural responses were present in all cases. Patients who could use the speech processor effectively had a pure tone average of 31 dB in free-field conditions. In addition, the MUSS and MAIS questionnaires revealed improvements in speech perception and production. Four patients did not have a good outcome, which might have been associated with ineffective use of the speech processor. CONCLUSION: Despite the heterogeneity of the group, patients with Waardenburg syndrome who received cochlear implants were found to have hearing thresholds that allowed access to speech sounds. However, patients who received early intervention and rehabilitation showed better evolution of auditory perception.

Documentos Relacionados

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo