Associação do estilo de vida materno com a nutrição de pré-escolares

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. Assoc. Med. Bras.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2016-09

RESUMO

Resumo Introdução: muitos dos comportamentos de saúde envolvidos no aparecimento das doenças crônicas não comunicáveis são originados na infância sob influência dos pais. A mãe é a pessoa mais envolvida na educação e nos cuidados de saúde da criança. O estilo de vida (EdV) é um determinante social da saúde. Poucos estudos compreenderam a influência do EdV materno na nutrição infantil. Objetivo: verificar a associação do EdV materno comportamental e não comportamental com aspectos nutricionais do pré-escolar. Método: entre janeiro e dezembro de 2010, realizou-se um estudo transversal com 255 pares de mães-pré-escolares moradoras de cinco subdistritos da região sudoeste, do município de São Paulo. Selecionou-se uma amostra probabilística aleatória estratificada proporcional, com dois estratos (“escola” e “criança”). Da mãe, foram coletadas informações sociodemográficas e de EdV. Da criança, foram coletadas informações antropométricas, de comportamento sedentário e consumo alimentar. As associações foram calculadas por meio do teste do qui-quadrado e por regressão logística. Resultados: as crianças com alimentação “minimamente processada” eram filhas de mães com EdV não comportamental mais “socioconsciente”, enquanto as crianças com alimentação “ultraprocessada” eram filhas de mães com EdV não comportamental mais do tipo “consumista”. Nenhuma associação foi encontrada entre as características nutricionais do pré-escolar e os tipos de EdV materno comportamental. As crianças com “comportamento sedentário presente” e alimentação “ultraprocessada” tiveram chances 113 e 84% maiores, respectivamente, de serem filhas de mães pertencentes ao cluster “consumista”. Conclusão: mães com EdV do tipo “consumista” podem proporcionar influências negativas na nutrição infantil.

ASSUNTO(S)

relações mãe-filho estilo de vida pré-escolar estado nutricional atividade motora nutrição da criança

Documentos Relacionados

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo