Aplicação de princípios de engenharia tecidual no estudo da diferenciação de células-tronco pulpares

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

2008

RESUMO

O presente estudo utilizou o modelo fatia-dental/matriz-polimérica para avaliar a influência do tratamento dentinário e das BMPs dentinárias na diferenciação das células-tronco da polpa de dentes decíduos (SHED). Secções transversais (1mm) foram preparadas a partir de terceiros molares humanos extraídos. Matrizes poliméricas a base de ácido poli-L-lático (PLLA) foram criadas no interior da cavidade pulpar das secções dentinárias, tratadas com solução de EDTA a 10%; NaOCl a 5.25%; ou permanecendo sem tratamento. Matrizes poliméricas confeccionadas sem as fatias dentais foram utilizadas como controle. As células (5x104) foram semeadas nas matrizes e, após 7, 14, 21 e 28 dias de cultura in vitro, a expressão de marcadores de diferenciação odontoblástica (DSPP, DMP1 e MEPE) e a proliferação celular (WST-1) foram avaliadas. Células (5x105) semeadas nas matrizes foram transplantadas em camundongos imunodeficientes e cultivadas in vivo por um período de 14 e 28 dias. Para avaliar a atividade das BMPs dentinárias, 5x104 células foram semeadas em matrizes poliméricas com fatia dental e cultivadas na presença de anticorpos anti-BMP- 2, -4, ou -7 (2 μg/ml) durante 14 dias. Adicionalmente, 5x105 células foram tratadas com rhBMP-2, -4, ou -7 (100ng/mL) por 24hs. As células cultivadas in vitro e in vivo alteraram sua expressão genética durante o curso do tempo. DSPP, DMP-1 e MEPE foram expressos por células cultivadas in vitro após 14 dias (tratamento com EDTA e dentina sem tratamento) e in vivo após 28 dias (EDTA), não sendo detectados nos grupos NaOCl e nas células cultivadas nas matrizes sem fatia dental. A proliferação foi reduzida com a diferenciação celular (p<0.05). A utilização de BMP-2/4Ab no meio de cultura exerceu um efeito inibitório na expressão dos marcadores de diferenciação celular, não ocorrendo quando do cultivo das SHED na presença de BMP-7Ab. DSPP, DMP-1 e MEPE foram expressos por células tratadas com rhBMP-2, e DSPP e DMP-1 por células tratadas com rhBMP-4 e -7. Células sem tratamento não expressaram os marcadores. O modelo fatia-dental/matriz-polimérica demonstrou ser adequado para o estudo da diferenciação de células-tronco pulpares, sugerindo que a dentina possa fornecer um microambiente favorável para a diferenciação de celular. As proteínas ósseas morfogenéticas dentinárias BMP-2 e BMP-4 parecem exercer um papel relevante nesse processo.

ASSUNTO(S)

dentina tissue engineering stem cell from human deciduous teeth (shed) dentes : deciduos polpa dentaria scaffolds dentin bone morphogenetic protein (bmp) proliferation differentiation

Documentos Relacionados

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo