Análise de cepas de rotavírus bovino circulantes em bezerros leiteiros com diarreia em Uberaba, Minas Gerais, Brasil, durante 2008-2009

AUTOR(ES)
FONTE

Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2016-08

RESUMO

RESUMO O objetivo deste estudo foi detectar rotavírus em fezes de bezerros com diarreia em Uberaba, MG, e caracterizar os genes VP7 e VP4 por meio da genotipagem e da análise filogenética. Setenta e quatro amostras foram coletadas entre novembro de 2008 e setembro de 2009. A detecção do vírus foi feita por teste de aglutinação e as amostras positivas foram submetidas à transcrição reversa, seguida de reação em cadeia da polimerase (RT-PCR), tipagem por PCR e sequenciamento. A taxa de detecção de rotavírus foi de 6,8% e todas as amostras apresentaram o genótipo G6P[5]. A análise filogenética mostrou que as amostras do genótipo G6 pertencem à linhagem IV e que, para ambos os genes (VP7 e VP4), as amostras deste estudo compõem um sub-cluster à parte daquele das cepas referências e das amostras campo mais similares. O alinhamento das sequências de aminoácidos deduzidas mostrou substituições em regiões antigênicas quando comparadas com as sequências das cepas bovinas UK e NCDV, presentes nas vacinas disponíveis no Brasil. Uma nova sublinhagem genética de G6P[5] foi evidenciada neste estudo. Substituições de aminoácidos nas regiões antigênicas dos rotavírus e a circulação de novas variantes podem representar desafios para as vacinas utilizadas atualmente. O presente estudo contribui para a compreensão da epidemiologia dos rotavírus bovinos no Brasil.

ASSUNTO(S)

rotavírus bovino genotipagem linhagem genética

Documentos Relacionados

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Para ter um TCC pronto, é preciso perder o medo. E se você está perdido ou se sentido incapaz, você precisa saber: A Culpa não é sua! Descubra Agora a Mentira que te venderam (por um tempo, eu também comprei…) Quem tem medo do TCC? Eu não sei você, mas, durante um bom tempo, eu tive muito! Eu me sentia perdido, sozinho e incapaz de fazer o meu trabalho. Eu tinha certeza de que nuca teria um TCC pronto. E se você acha que o Ler artigo