Aminosugar derivatives as potential anti-human immunodeficiency virus agents.

AUTOR(ES)
RESUMO

Recent data suggest that aminosugar derivatives which inhibit glycoprotein processing have potential anti-human immunodeficiency virus (HIV) activity. These inhibitory effects may be due to disruption of cell fusion and subsequent cell-cell transmission of the acquired immunodeficiency syndrome (AIDS) virus. Free virus particles able to bind CD4-positive cells are still produced in the presence of these compounds with only partial reduction of infectivity. We now report a method to score in parallel both the degree of antiviral activity and the effect on cell division of aminosugar derivatives. We find that (i) the compounds 1,4-dideoxy-1,4-imino-L-arabinitol and N-(5-carboxymethyl-1-pentyl)-1,5-imino-L-fucitol partially inhibit the cytopathic effect (giant cell formation, etc.) of HIV and yield of infectious virus; (ii) the compounds N-methyldeoxynojirimycin and N-ethyldeoxynojirimycin reduce the yield of infectious HIV by an order of four and three logarithms, respectively; and (iii) one compound, N-butyldeoxynojirimycin, of the 47 compounds previously screened reduces infectious viral particles by a logarithmic order greater than five at noncytotoxic concentrations. In addition, long-term growth of infected cells in the presence of N-butyldeoxynojirimycin gradually decreases the proportion of infected cells, leading to eventual elimination of HIV from culture. This result suggests that replication is associated with cytolysis. The ability to break the cycle of replication and reinfection has important implications in the chemotherapy of AIDS.

Documentos Relacionados

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo