Ácaros nasais (Mesostigmata, Rhinonyssidae) em Sternidae (Aves: Charadriiformes) na Costa do Extremo Sul do Brasil

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. Bras. Parasitol. Vet.

DATA DE PUBLICAÇÃO

19/02/2018

RESUMO

Resumo Seis espécies de aves pertencentes à família Sternidae são encontradas frequentemente na costa sul da América do Sul. Sterna trudeaui, S. hirundinacea, Thalasseus maximus, T. acuflavidus e Sternula superciliaris residentes sul-americanos e Sterna hirundo, migrante neártico. Existem pelo menos 500 espécies descritas de ácaros nasais ao redor do mundo, sendo Rhinonyssidae a família mais diversa. Estes ácaros são endoparasitos hematófagos que habitam o sistema respiratório das aves. Este estudo objetivou reportar a ocorrência de ácaros nasais em Sternidae na costa do sul do Brasil. Das 106 aves analisadas, 8,5% (9 aves) estavam parasitadas por ácaros nasais. Este é o primeiro registro para duas espécies de ácaros na região neotropical, Sternostoma boydi e Larinyssus orbicularis, parasitando Thalasseus acuflavidus and Sternula superciliaris. Em Sterna trudeaui e Thalasseus maximus não foram encontrados ácaros nasais. Um único hospedeiro (T. acuflavidus) estava parasitado por duas espécies de ácaros nasais, S. boydi e L. orbicularis.

ASSUNTO(S)

Ácaros nasais sternostoma larinyssus aves sul do brasil

Documentos Relacionados