A rede sociotécnica da piscicultura: desenvolvimento e meio ambiente no Município de Blumenau-SC

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

21/12/2009

RESUMO

A piscicultura é uma prática social e econômica que surge na Antiguidade na China e Europa, e vêm desde então se espalhando pelo mundo, caracterizando-se conforme as características do território onde foi instalada. Blumenau têm uma área de 519, 837 Km2, localiza-se em 26 5508" S e 49 03 57" O, fazendo limites com Massaranduba, Jaraguá do Sul, Botuverá, Guabiruba, Indaial, Pomerode, Luiz Alves e Gaspar. Blumenau foi colonizada pelos alemães, russos, prussianos, poloneses, italianos entre outros durante o século XIX e início do XX. A região passou a prosperar com as indústrias têxteis no início do século XX e tornou-se um pólo de desenvolvimento no Vale do Itajaí. Neste contexto, a história da piscicultura fundisse com a história de Blumenau, sendo introduzida no território de Blumenau, em decorrência do crescimento e difusão de políticas de extensão agrícola, de organizações internacionais como a FAO, o CERLA, e nacionais, como a DNOS, ACARPESC, ACARESC e FUNPIVI, e devido os fatores naturais do território e as condições sócio culturais, econômicas e políticas do município. O objetivo geral da pesquisa foi investigar o processo histórico da formação e desenvolvimento da rede sócio técnica da piscicultura e suas influências no desenvolvimento e no meio ambiente no território do município de Blumenau ? SC. A pesquisa consistiu em um levantamento de fontes primárias no campo de pesquisa, coletando observações sobre o ambiente, registro digital de fotografias, e realização de 10 entrevistas. E levantamento de fontes secundárias, em arquivos, bibliotecas e banco de dados virtuais, coletando livros, teses, dissertações, monografias, artigos científicos, recortes de jornais, folders, informativos e demais materiais que auxiliaram na análise. Os dados coletados foram confrontados e correlacionados, sendo abordados qualitativamente, e os fatos analisados dedutivamente, estabelecendo uma ordem temporal. A prática de criação de peixes na região de estudo teve início com a colonização no século XIX, principalmente com o objetivo da subsistência. Mas devido a falta de recursos para acessar tecnologias e conhecimentos a atividade não desenvolveu. As características naturais e as dificuldades de manutenção da atividade desfavoreciam seu crescimento. Entre 1960 a 1990 a um conjunto de fatores exógenos e endógenos, conjuntura política e sócio econômica favoreceram a expansão de novas atividades rurais, que atingiram pequenos produtores e consumidores de baixa renda. Políticas públicas, entidades do terceiro setor, universidades, técnicos e indústria iniciam a fomentar o desenvolvimento da piscicultura, fazendo-a se consolidar na região conforme as possibilidades naturais e culturais do território. A partir de 1990 diversos atores humanos e não humanos compostos pela natureza, sociedade, ciência e tecnologia, representados pela água, os peixes, os criadores de alevinos, a indústria de ração e insumos, fornecedores, indústria de equipamentos, pesque-pagues, usuários entre outros, passam a constituir uma rede sociotécnica da piscicultura. A rede passa a proporcionar soluções e inovações, sanando as dificuldades enfrentadas no passado e presente, crescendo para toda a região, e conseqüentemente influenciando no desenvolvimento de Blumenau. Mas o desenvolvimento da piscicultura não levou em conta a sustentabilidade da atividade, sendo que a prática da piscicultura vem causando mais danos ao ambiente do que benefícios. Conclui-se que a prática da piscicultura fixou-se no território da microrregião de Blumenau quando houve a participação de políticas públicas, terceiro setor, universidade, técnicos e indústrias incentivando a atividade e adequando-a as características do território. Diversos atores passaram a integrar a atividade, estando conectados, interagindo, inovando e desenvolvendo a piscicultura, no que gerou desenvolvimento e ao mesmo tempo impactos positivos e negativos ao meio ambiente do território de Blumenau

ASSUNTO(S)

piscicultura meio ambiente blumenau aspectos economicos do planejamento urbano e regional piscicultura; desenvolvimento sustentável - blumenau (sc); desenvolvimento econômico - blumenau (sc) assunto política ambiental blumenau (sc) fish culture actor network net development environment rede sociotécnica desenvolvimento blumenau

Documentos Relacionados

TCC Pronto e Gratuito? Sério mesmo? Você acredita em almoço de graça? Comprar um TCC Pronto? Fazer o Próprio TCC? Você ainda tem dúvidas como essas? Você PRECISA ver este Artigo com Urgência! Neste artigo você encontrará: TCC Pronto e Gratuito Comprar TCC Pronto É só me corrigir se eu estiver errado, mas as pessoas Adoram Atalhos, certo? O problema é que, muitas vezes, ATALHOS São ARMADILHAS DISFARÇADAS. Então, se você quer Fugir das Armadilhas e quer saber a Verdade sobre TCC Pronto, TCC Pronto e Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Você sabe o que escrever na introdução do seu TCC? Você já parou na frente do seu computador sem ter a menor ideia sobre a introdução do seu TCC, o que escrever e por onde começar? Eu já passei por isso. E como eu não desejo essa situação para ninguém, é hora de resolver esse problema. Muita gente, mas muita gente mesmo me pergunta: “Amilton, o que eu devo escrever na Introdução do meu TCC?” Aí vai a resposta: A Introdução do seu TCC é Ler artigo