A psicopatologia da afetividade: aspectos conceituais e históricos

AUTOR(ES)
FONTE

Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental

DATA DE PUBLICAÇÃO

2012-03

RESUMO

Os transtornos do afeto não contribuíram muito para a definição diagnóstica da doença mental, e sua descrição fenomenológica nunca alcançou a riqueza da psicopatologia da percepção ou da cognição. Esse artigo mostra como o papel subordinado desempenhado pela afetividade na concepção ocidental do homem conduziu a uma visão inicial, mas persistente, da doença mental como um distúrbio exclusivo do intelecto. Tentativas dos psiquiatras do século XIX de contestar essa noção foram apenas parcialmente bem-sucedidas, devido às dificuldades de manejo conceitual da maior parte dos comportamentos afetivos e da redundância terminológica que isto engendrava. Esses esforços foram frustrados pelo renascimento do Associacionismo, o surgimento dos experimentos de localização cerebral, a definição periferialista das emoções e, finalmente, pelos desdobramentos do darwinismo. Como resultado, não se desenvolveu nenhuma psicopatologia autônoma da afetividade. O eventual reconhecimento dos assim chamados transtornos "primários" do humor não levou, contudo, a um refinamento na semiologia das próprias experiências. Isso foi impedido pelo uso dos substitutos descritivos comportamentais ou pelas descrições metapsicológicas do afeto como uma forma de energia ou como uma força pulsional. Nenhum desses desenvolvimentos contribuiu para a descrição clínica dos transtornos de humor.

ASSUNTO(S)

transtornos do humor psicopatologia psicologia emoções

Documentos Relacionados

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Se o seu (des)orientador pediu para você fazer os Resultados e Discussão no TCC, mas não te explicou o que é isso e nem mostrou Como Fazer, este artigo é para você! Você quer Aprender Definitivamente O Que São e Como Fazer os Resultados e Discussão no seu TCC, não quer? Então, você tem que dar uma olhada no VÍDEO deste artigo. Aprenda de maneira Rápida e Definitiva Como Fazer os Resultados e Discussão no TCC, com exemplos Simples e Objetivos para trabalhos com Pesquisa de Campo Ler artigo

Se você quer aprender Como Fazer Citações para o TCC de forma fácil e não ser acusado de plágio, então, recomendo fortemente que leia esse artigo até o final… E não se esqueça de assistir o vídeo logo abaixo! Imagina só… você fez todo o seu TCC, está aliviado, radiante, tirou um peso das costas… aí, PAH! Seu orientador diz que o seu trabalho tem Plágio e, por isso, vai ser reprovado. Não!!!! Aí vai uma notícia que talvez você não saiba, SE VOCÊ FEZ Ler artigo

Que tal aprender, de uma vez por todas, como fazer uma Justificativa de TCC, aplicando a poderosa técnica do Roteiro de Consequências? É impressionante! O quê? A técnica do Roteiro de Consequências? Sim. Ela também. E você vai conhecer essa técnica no vídeo deste artigo e vai ver Como Fazer a Justificativa do TCC com base em 2 exemplos simples e práticos. Para você, finalmente, deixar a sua Justificativa de TCC pronta! Mas, primeiro, eu preciso dizer: É impressionante! Como a Justificativa é um ponto Ler artigo