A DEONTIC APPROACH TO DEVELOP AUTONOMOUS NORMATIVE AGENTS / UMA ABORDAGEM DEONTICA PARA O DESENVOLVIMENTO DE AGENTES NORMATIVOS AUTÔNOMOS

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT - Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia

DATA DE PUBLICAÇÃO

30/05/2012

RESUMO

Normas sociais têm se tornado uma das abordagens mais promissoras para garantir uma ordem social desejável em sistemas multiagentes. Nestes sistemas, agentes autônomos trabalham a fim de atingir objetivos comuns ou diferentes. Normas regulam o comportamento de tais agentes definindo obrigações e proibições, fornecendo recompensas e estabelecendo punições a fim de incentivá-los a se comportarem de acordo com as normas. Embora o uso de normas seja um mecanismo promissor para regular o comportamento de agentes, o desenvolvimento de agentes capazes de atuar em um sistema, adotar as normas e lidar com as mesmas autonomamente tem sido mais difícil do que o desenvolvimento de agentes tradicionais. A razão para esta dificuldade é a falta de mecanismos que possibilitem o desenvolvimento de agentes autônomos capazes de lidar com questões relacionadas a normas. Nesta tese, apresenta-se uma abordagem para desenvolvimento de agentes capazes de lidar autonomamente com questões normativas. Para tanto, a abordagem fornece um modelo arquitetural para apoiar um agente no raciocínio sobre as normas. Tal modelo estende o modelo Belief-Desire-Intention adicionando um conjunto de funções que auxiliam o agente na adoção de novas normas, na verificação da ativação, desativação, cumprimento e violação das normas, na seleção de quais normas devem ser cumpridas ou violadas, na detecção e resolução de conflitos entre normas, na geração de novos objetivos e na seleção de objetivos, planos e intenções, levando em consideração as normas do sistema. Além disto, a abordagem fornece os mecanismos necessários para implementação de agentes projetados a partir do modelo arquitetural proposto. Dois cenários são utilizados para exemplificar a abordagem proposta. O primeiro está relacionado ao planejamento de missões de resgate reguladas por normas. O segundo está relacionado ao suporte ao desenvolvimento de software regulado por normas. Por fim, experimentos são apresentados que demonstram a importância de desenvolver agentes a partir da abordagem proposta seja na visão do agente ou da sociedade.

ASSUNTO(S)

arquitetura de software software architecture mecanismos normativos normative mechanisms linguagem de programacao programming language

Documentos Relacionados

Como fazer um TCC passo a passo – plágio e softwares de TCC? O que isso tem a ver com seu TCC? TUDO! Ou você não se importa em ouvir do seu orientador: “Seu trabalho tem plágio! Zero!” É… eu sei que você se importa. O problema é que muitos alunos morrem de medo do plágio, mas não sabem exatamente quando ele acontece. Definir o plágio é muito simples. Plágio é Roubar a Ideia do Outro. Simples assim. Quando você usa uma ideia, texto ou Ler artigo

Como fazer TCC? Nas últimas semanas tenho visto milhares de alunos com dificuldades, sem saber o que fazer, que simplesmente ficam parados na frente do computador e não conseguem escrever uma única palavra sequer. Neste texto, nós vamos ver como mudar essa situação de uma vez por todas! Alguns alunos me mandam e-mails perguntando Como Fazer TCC passo a passo. Bom, em primeiro lugar, essa é uma dificuldade muito comum, vivida por 99,9% dos alunos de faculdades no Brasil e no mundo! Os outros 0,01% Ler artigo

Uma Monografia Pronta em 5 Passos? Veja como isso é possível AGORA! Seu TCC é uma Monografia?… hum… como é que eu vou te dizer isso… o gato subiu no telhado… Tô Brincando! Mas eu tenho uma boa e uma má notícia para te dar. Qual você quer primeiro?… bom, não vai dar para esperar você responder, então, vou começar pela ruim mesmo: a monografia é o modelo de TCC que mais tem volume de conteúdo, principalmente se a gente comparar com um artigo científico, por exemplo. Ler artigo

Um Artigo Científico Pronto em 5 Passos? Como? É exatamente isso que você vai ver aqui. Então, você tem que fazer um Artigo Científico? Esse é modelo do seu TCC? Pode abrir um leve sorriso, afinal, o Artigo Científico é o modelo que menos exige conteúdo de texto. Trocando em miúdos, é o menor dos trabalhos acadêmicos em termos de volume de texto. Assim como todos os demais Trabalhos Científicos e Acadêmicos, o Artigo Científico Pronto tem apenas 3 Elementos: Introdução, Desenvolvimento e Conclusão. E, antes Ler artigo

Finalmente… a Conclusão do TCC em 3 Passos Simples! Se você disser que eu falei isso, eu nego, mas, para mim, a Conclusão do TCC deveria ter outro nome. Algo como: A Doce Arte de Encher Linguiça! Seus professores e orientadores podem até tentar te convencer do contrário. Podem usar inúmeros argumentos para te convencer de que a conclusão do TCC é um elemento fundamental, e, dependendo da retórica do seu professor, você até pode comprar essa bobagem como verdade. Mas se você conhece o Ler artigo