Documento


Ontem e hoje : percurso linguistico dos pomeranos de Espigão D Oeste-RO

AUTOR(ES)
DATA DE PUBLICAÇÃO

1996

RESUMO

A comunidade de Pomeranos, objeto desta pesquisa, é constituída por 70 (setenta) famílias que pertencem à Linha Figueira, quilômetro 19 e 21, na divisa do Município de Cacoal e Espigão D Oeste, em Rondônia. É uma comunidade formada por descendentes de imigrantes que vieram da antiga Pomerânia (hoje, parte pertencente à Alemanha e parte à Polônia), para o Brasil, no fim do século passado (1870). A grande maioria dos primeiros pomeranos imigrados veio para o Espírito Santo e outros se deslocaram pelo Brasil. Várias famílias desses pomeranos que estavam no Espírito Santo, nos anos setenta (70) se estabeleceram em Rondônia. Por se terem mantido unidos, os pomeranos conservaram muitas de suas tradições, como a religião Luterana e muitos dos seus costumes de alimentação, arquitetura residencial. As festas tradicionais, como o casamento, representam um dos aspectos melhor preservado da cultura de origem. A comunidade de pomeranos conseguiu manter, durante algum tempo, em Espigão D Oeste, um certo isolamento geográfico e cultural, porém, a migração para Rondônia acabou promovendo um processo de aculturação com reflexos no campo social, religioso, cultural e linguístico. A língua pomerana ainda é a língua da vida tradicional do grupo, utilizada no convívio diário entre seus membros e na prática de suas atividades econômicas e culturais. Mas, aos poucos, a língua portuguesa começa a penetrar na comunidade e podemos afirmar que os pomeranos de Espigão D Oeste sofrem um processo de mudança linguística. A situação de contato linguístico com a sociedade regional provocou uma alteração na posição da língua pomerana dentro da comunidade em função da introdução da língua portuguesa. Este estudo apresenta a história desses pomeranos, destaca usos e costumes e tem como objetivo principal a história do percurso linguístico dessa comunidade, contemplando, particularmente, os fatores sócio-linguísticos de tal percurso. A investigação do percurso linguístico dessa comunidade parte de dados de sua história, procurando entender as mudanças softidas ao longo do tempo. Ao lado disso descreve a situação linguística atual da comunidade, considerando-se sua organização sócio-cultural e suas relações com a sociedade regional envolvente

ASSUNTO(S)

cultura sociolinguistica bilinguismo




Comentários