Use of F57 bags by the semi-automatic in vitro technique of gas production

AUTOR(ES)
FONTE

Arq. Bras. Med. Vet. Zootec.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-12

RESUMO

Os cadinhos filtrantes (porosidade 1) originalmente usados na técnica in vitro semi-automática de produção de gases estabelecida no Laboratório de Produção de Gases da Escola de Veterinária da UFMG podem ocasionar interferências nos estudos de quantificação da degradação de alimentos, principalmente os ricos em amido, devido à obstrução dos poros da placa filtrante pelo material residual após fermentação. Este estudo objetivou avaliar a substituição dos cadinhos filtrantes por sacos F57 (Ankom(r)) visando a realização de experimentos in vitro para descrição da cinética de fermentação e degradação ruminal. Esta substituição causou a redução do peso/volume da amostra incubada e desta forma, interferiu na relação pressão (P) / volume (V) e consequentemente inviabilizou a utilização de equação previamente estabelecida por Mauricio et al. (2003). Desta forma, objetivou-se neste estudo estabelecer equação para estimar o volume de gases produzidos a partir de dados de P e V obtidos pela fermentação de sorgo forrageiro, incluindo partes da planta e planta inteira, incubados em sacos F57 (Ankom(r)). Foram quantificados 474 dados simultâneos de pressão e volume os quais variaram de 0 a 4.670 psi e os de volume entre 0 e 38mL. A equação relacionando P e V obtida foi: V (mL) = 0.747 (s.e. 0.0733) + 7.23 P (s.e. 0.1165) + 0.101 P2 (s.e. 0.0372), (R2 = 0.99). O desenvolvimento desta equação viabilizou a utilização dos sacos F57 (Ankom(r)) pela na técnica in vitro semi-automática de produção de gases e, portanto permitindo a quantificação dos resíduos da fermentação favorecendo a acurácia dos resultados.

ASSUNTO(S)

agricultural sciences

Documentos Relacionados