Urinary infection in patients of public health care of Campo Mourão-PR, Brazil: bacterial prevalence and sensitivity profile

AUTOR(ES)
FONTE

J. Bras. Patol. Med. Lab.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-10

RESUMO

Introdução: Os casos de resistência bacteriana nas infecções do trato urinário (ITUs) vêm aumentando significativamente, principalmente devido ao uso indiscriminado de antimicrobianos. Objetivo: Avaliar a prevalência e o perfil de sensibilidade aos antimicrobianos dos microrganismos isolados nas uroculturas de pacientes atendidos no Laboratório de Análises Clínicas Consórcio Intermunicipal de Saúde da Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão (CIS-COMCAM). Método: Fez-se uma pesquisa retrospectiva de dados de urocultura e antibiograma realizados entre janeiro de 2012 e dezembro de 2013. Resultados: A bactéria mais prevalente foi Escherichia coli; o gênero mais acometido foi o feminino; e a faixa etária, de 16 a 45 anos. O perfil de sensibilidade mostrou que o sulfazotrim é o antimicrobiano com a maior taxa de resistência bacteriana (59,7%), e a associação amoxicilina/ácido clavulânico obteve a menor taxa de resistência (15,3%). Para a maioria dos antimicrobianos testados, inclusive norfloxacino e ciprofloxacino, a taxa de resistência bacteriana elevou-se de 2012 para 2013, com significância estatística (p < 0,05) em alguns casos. Discussão: O predomínio de bacilos Gram-negativos nas infecções urinárias deve-se à flora intestinal, por ela ser rica em enterobactérias. As mulheres são mais acometidas devido aos fatores anatômicos. O desenvolvimento de resistência bacteriana a antimicrobianos provavelmente surge do uso indiscriminado deles. Conclusão: A taxa de resistência microbiana tem-se elevado, mostrando que há necessidade de um controle mais efetivo do uso de antimicrobianos. Introduction: Cases of bacterial resistance in urinary tract infections (UTIs) have increased significantly, mainly due to indiscriminate use of antimicrobials. Objective: Objective: To evaluate the prevalence and antimicrobial susceptibility of microorganisms isolated in urine cultures of patients of Consórcio Intermunicipal de Saúde da Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão (CISCOMCAM) clinical laboratory. Method: We performed a retrospective study of data from urine culture and sensitivity done between January 2012 and December 2013. Results: The most prevalent bacteria were Escherichia coli; women were the most affected gender and people 16-45 years, the most affected age group. The sensitivity profile showed that the antimicrobial combination trimethoprim/ sulfamethoxazole was not associated with the highest rate of bacterial resistance (59.7%) and the combination of amoxicillin/clavulanic acid showed the lowest resistance rate (15.3%). For most antimicrobials, including ciprofloxacin and norfloxacin, the rates of bacterial resistance have increased from 2012 to 2013 with statistical significance (p < 0.05) in some cases. Discussion: The prevalence of Gram-negative bacilli in urinary infections is due to the fact that intestinal flora is rich in enterobacteria, and women are most affected by anatomical factors. The development of bacterial resistance to antimicrobials probably arises from their indiscriminate use. Conclusion: The rate of microbial resistance has risen, showing the need for a more effective control of antimicrobial use.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados