TERAPIA COM PRESSÃO NEGATIVA EM FERIDAS NO TRATAMENTO DE LESÕES GRAVES APÓS ARTROPLASTIA TOTAL DO JOELHO

AUTOR(ES)
FONTE

Acta ortop. bras.Acta Ortopédica Brasileira

RESUMO

RESUMO Objetivo: Apresentar uma experiência com a terapia com pressão negativa (TPN) no tratamento das feridas cirúrgicas de pacientes tratados por infecções em artroplastias totais do joelho (ATJ) associadas ou não à deiscência e como profilaxia nas feridas consideradas em risco de problemas de cicatrização. Métodos: Foram avaliados prospectivamente pacientes que apresentavam infecção de ATJ associada ou não à deiscência de ferida operatória e pacientes com fatores de riscos de infecção ou complicações de ferida cirúrgica tratados com dispositivo PICO(r) para TPN além do tratamento padrão da infecção ou deiscência em nossa instituição. Consideramos como desfecho favorável inicial a resolução do processo de infecção e o fechamento das deiscências de ferida operatória nos casos de tratamento e a boa evolução da ferida operatória, sem eventos complicadores, nos casos profiláticos. Resultados: Foram avaliados 10 pacientes que usaram PICO(r) em nosso serviço. Todos os pacientes apresentaram desfecho favorável de acordo com os critérios estabelecidos. Não foram identificadas quaisquer complicações com relação ao uso do dispositivo de TPN. A média de seguimento dos pacientes após o uso do dispositivo foi de 10 meses e meio. Conclusão: A TPN pode ser usada em complicações de ferida e infecção depois de ATJ de maneira segura e com resultados promissores. Estudos prospectivos randomizados prolongados devem ser realizados para comprovar sua eficácia. Nível de Evidência IV, Série de Casos.

Documentos Relacionados