Substituição parcial do milho por sorgo granífero na alimentação de suínos nas fases de creche, crescimento e terminação

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. bras. saúde prod. anim.

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/02/2014

RESUMO

Avaliou-se o efeito da substituição parcial do milho por sorgo granífero na dieta de suínos castrados sobre as características de desempenho, carcaça e avaliação econômica. Foram utilizados 27 machos híbridos, oriundos de linhagem comercial, com 19,66 ± 2,92kg de peso inicial, distribuídos em três tratamentos com porcentagens crescentes de sorgo granífero - 0%, 25% e 50% - em substituição ao milho, em um delineamento inteiramente casualizado. Foram avaliados: ganho diário de peso, consumo diário de ração, conversão alimentar, espessura de toucinho e parâmetros bioquímicos sanguíneos - ureia, proteínas totais, creatinina, glicose, triglicerídeos e colesterol. Para as características de carcaça foram avaliados: peso nas carcaças quente e fria, rendimento nas carcaças quente e fria, pH e temperatura nas carcaças quente e fria e peso de cortes industriais. Para o desempenho econômico foi calculado o custo da ração, custo do kg suíno e índices de custo médio e de eficiência econômica. Foi utilizada análise de regressão para as variáveis produtivas. Não foram encontrados efeitos para o desempenho e características de carcaça. Nas variáveis bioquímicas, foram encontrados efeitos lineares para a ureia e proteínas totais, com os animais com 0% de sorgo apresentando os maiores valores. Quanto ao desempenho econômico, o grupo com 50% de sorgo apresentou o menor índice de custo e o maior de eficiência econômica. Dessa forma, conclui-se que a substituição do milho pelo sorgo granífero em níveis de até 50% da dieta representa uma alternativa sustentável na suinocultura regional.The study evaluated the effect of partial substitution of corn by sorghum in diet of castrated pigs and the effects on performance, carcass traits and economic feasibility. It were used 27 crossbred barrows from commercial line with 19.66 ± 2,92kg of initial live weight, divided in three groups with increasing rates of sorghum - 0%, 25% and 50% - replacing corn, distributed in a completely randomized design. The trial evaluated: daily weight gain, daily feed intake and feed:gain ratio, backfat thickness and blood biochemical parameters - urea, total proteins, creatinine, glucose, triglycerides and cholesterol. For carcass traits it was evaluated: hot and cold carcass weight, hot and cold carcass yield, pH and temperature in hot and cold carcasses and industrial weight cuts. For economy feasibility was calculated the cost of feed consumed, cost of pig kg, average cost index and economy efficiency rate. It was used regression analysis to evaluate the productive variables. No effects were found for performance data and carcass traits. For the biochemical variables, the effects were linear for urea and total protein, with animals in control group (0% of sorghum) showing higher rates. The bioeconomical performance showed that 50% sorghum had the lowest cost and the highest rate of economic efficiency. Thus, it was concluded that substitution of corn by sorghum at levels up to 50% of the diet represents an alternative to sustainability of regional swine production.

ASSUNTO(S)

agricultural sciences

Documentos Relacionados