Severidade de antracnose em folhas de sorgo submetido a doses crescentes de silício

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. Ciênc. Agron.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-06

RESUMO

A antracnose foliar é causada pelo fungo Colletotrichum sublineolum Hann. Kabát et Bub. (sin. C. graminicola (Ces.) G.W. Wils.) em plantas de sorgo podendo reduzir a produtividade de grãos e forragem, e o manejo adequado da nutrição mineral desta planta pode se apresentar como um mecanismo de controle sobre a antracnose. Dentre os minerais utilizados para o manejo de doenças, o silício destaca-se por reduzir a severidade das doenças em várias culturas. Diante do exposto, este trabalho teve por objetivo avaliar a severidade da antracnose em diferentes genótipos de sorgo suplementados com doses crescentes de silício. Para tal, realizaram-se experimentos em condições de casa de vegetação e de campo onde os genótipos de sorgo DOW 1F305 e A9735R foram suplementados com doses crescentes de silício (0; 500; 1.000; 1.500; 2.000; e 4.000 kg ha-1) e avaliados quanto à severidade da antracnose. Avaliou-se a severidade da doença por meio de uma escala de notas e, em seguida, amostras foram coletadas para determinação da concentração de silício nas folhas. Após a análise dos resultados, concluiu-se que houve redução na severidade da antracnose em resposta a adubação com silício para ambos os genótipos avaliados. Apesar do genótipo de sorgo DOW 1F305 acumular menores teores de silício em suas folhas, este genótipo foi mais resistente ao ataque da antracnose foliar.Anthracnose in the leaves of sorghum plants is caused by the fungus Colletotrichum sublineolum Hann. Kabát et Bub. (syn. C. graminicola (Ces.) GW Wils.), and is responsible for reducing the yield of grain and forage. The proper management of the mineral nutrition of the plant may be a mechanism for the control of anthracnose. Among the minerals used in disease management, silicon stands out for reducing the severity of the disease in various crops. Given the above, this study aimed to assess the severity of anthracnose in different sorghum genotypes when supplemented with increasing levels of silicon. To this end, experiments were carried out under both greenhouse and field conditions, where the sorghum genotypes DOW 1F305 and A9735R were supplemented with increasing levels of silicon (0, 500, 1000, 1500, 2000, and 4000 kg ha-1) and assessed for the severity of anthracnose. We evaluated the severity of the disease with a rating scale and then samples were collected for determination of the concentration of silicon in the leaves. After analyzing the results, it was concluded that there was a reduction in the severity of anthracnose in response to fertilization with silicon in both of the evaluated genotypes. Although genotype DOW 1F305 accumulated lower silicon levels in the leaves, it was more resistant to foliar anthracnose.

ASSUNTO(S)

agricultural sciences

Documentos Relacionados