SEGREGAÇÃO URBANA E ORGANIZAÇÃO SOCIOESPACIAL: um estudo da Comunidade do Timbó, em João Pessoa PB João Pessoa, PB 2012

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

29/10/2012

RESUMO

Este estudo trata da organização socioespacial expressa através da segregação, averiguando como esta se revela no espaço urbano. Com o objetivo de identificar a conformação da segregação no espaço da favela e compreender sua configuração socioespacial, foi realizado um estudo de caso na Comunidade do Timbó - localizada no Bairro dos Bancários, em João Pessoa-PB - onde quase metade da população do bairro vive em condições sub-humanas. O Timbó está inserido em um bairro de classe média, bem servido de infraestrutura urbana, no entanto, a população da comunidade padece com a precariedade das moradias, do espaço público, a insalubridade, falta de espaços para sociabilidade e alta densidade construtiva e demográfica do setor onde está locada, influenciando assim na qualidade de vida dos moradores. Para alcance dos objetivos é imprescindível a análise de algumas variáveis no meio urbano do Timbó: acessos/acessibilidade, localização, infraestrutura, traçado, lotes, quadras e vias de circulação, bem como, das barreiras físicas que dificultam a ligação direta da favela com o bairro. Para a realização da pesquisa foram adotados alguns procedimentos metodológicos divididos em etapas: embasamento teórico e conceitual; pesquisa documental em órgãos competentes; sistematização, análise das informações e redação da dissertação. Durante o desenvolvimento da pesquisa foram feitas visitas à comunidade para realização da pesquisa de campo com o intuito de obter informações sobre o local e assim realizar a análise socioespacial. A pesquisa de campo foi embasada pelos autores: HOLANDA (2010), KOHLSDORF (1996), JACQUES (2003), LYNCH (1999) e LAMAS (2004). Os conceitos abordados por estes autores, no segundo capítulo, foram transpostos para a apreensão e leitura do espaço da comunidade. Após o desenvolvimento da pesquisa pode-se afirmar que a favela do Timbó é segregada sócio e espacialmente devido as condições as quais os seus moradores estão expostos. O trabalho é concluído com a exposição das diretrizes urbanísticas que visam amenizar os problemas da favela, proporcionando melhor condição de vida aos moradores do Timbó e maior possibilidade de integração social entre as duas partes da cidade.

ASSUNTO(S)

segregação favela forma urbana configuração socioespacial arquitetura e urbanismo segregation forma urban sociospatial configuration slum

Documentos Relacionados