Relações entre as qualificações do professor e o desempenho discente nos cursos de graduação em contabilidade no Brasil / Relations between the faculty qualifications and the student\ s performance in Brazilian undergraduate programs in accountancy

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

19/12/2011

RESUMO

Os estudiosos da área contábil, que discutem o ensino da Contabilidade, apontam dois tipos de qualificações essenciais ao quadro docente de um curso de Ciências Contábeis: a qualificação acadêmica (Qac), que se refere à preparação do docente para a pesquisa, e a qualificação profissional (Qpr), que se caracteriza pela ligação que o docente mantém com as práticas profissionais vigentes no mercado de trabalho. A literatura da área Educacional, que discute o ensino na universidade, por sua vez, aponta uma terceira qualificação: a qualificação pedagógica (Qpe), ou seja, a preparação sistematizada para o exercício da docência no ambiente universitário. Tendo por base esse arcabouço teórico e os baixos desempenhos dos discentes dos cursos de graduação em Ciências Contábeis, obtidos no exame de Suficiência promovido pelo Conselho Federal de Contabilidade (CFC) e no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE), o propósito geral desta pesquisa foi investigar qual a relação entre desempenho discente e qualificação docente nos cursos de graduação em Ciências Contábeis brasileiros. A partir da literatura revisada, foram levantados os fatores que caracterizavam as qualificações docentes (Qac, Qpr e Qpe) que, posteriormente, foram submetidos à apreciação de uma comissão de especialistas por meio da técnica Delphi. O questionário construído com base nesses fatores foi aplicado aos gestores (coordenadores, chefes de departamentos e diretores) de 218 instituições de ensino superior (IES) com cursos de Ciências Contábeis brasileiros. O desempenho discente foi medido com base no resultado do ENADE (2009) de alunos concluintes. Foi verificado que apenas 7% do quadro docente das IES investigadas possuem título de doutor, somente 14% possui publicações com os conceitos Qualis/CAPES A1, A2, B1 ou B2, apenas 1% dos docentes atuantes nas IES investigadas possuem credenciais internacionais e somente 5% possuem a credencial de auditor junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A região Sul é a que apresenta as maiores médias de resultados ENADE e também as maiores médias das qualificações acadêmica, profissional e pedagógica. Em seguida, vem a região sudeste, que apresenta a segunda maior média ENADE, e as segundas maiores médias das qualificações acadêmica e profissional. As menores médias da avaliação ENADE e qualificação acadêmica ocorreram na Região Norte. Os resultados apurados confirmam parcialmente as hipóteses estabelecidas, pois apenas a qualificação acadêmica apresentou coeficiente de regressão significativo ao nível de 5% (p-valor = 0,000) e correlação positiva significativa ao nível de 1% com os resultados ENADE. As qualificações profissionais e pedagógica não apresentaram correlações significativas com o resultado ENADE de alunos concluintes. Também foi verificado que a Qpe e a Qac estão significativamente correlacionadas. Além disso, o índice de Qac nas instituições públicas é significativamente maior que nas instituições privadas, sendo a maior parte das instituições públicas investigadas constituídas sob a forma de universidades, portando com maiores possibilidades de conter entre seus docentes professores titulados em programas de pós-graduação stricto sensu e com maiores quantidades de publicações relevantes. Esses resultados e os depoimentos dos respondentes apontam a necessidade de ampliação da quantidade de programas stricto sensu em Ciências Contábeis no Brasil, notadamente, em locais mais distantes das regiões Sul e Sudeste. Para tanto, é necessário que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) fortaleça as políticas de apoio à expansão da pós-graduação stricto sensu em Ciências Contábeis, e que o Ministério da Educação também estabeleça políticas no sentido de qualificar os quadros docentes das IES que ofertam cursos de Ciências Contábeis, principalmente, das IES privadas, que, qualificando seus professores academicamente, teriam maiores possibilidades de elevarem os níveis de desempenho discente. Finalmente, a exemplo do que ocorre fora do vii Brasil, é importante que os mecanismos de avaliação contemplem especificidades da profissão contábil e valorizem a qualificação profissional do contador

ASSUNTO(S)

accounting - study and teaching contabilidade - estudo e ensino ensino superior - brasil professional qualification - brazil qualificação profissional - brasil undergraduate - brazil

Documentos Relacionados