Questionário ABEL - Auditory Behavior in Everyday Life: estudo da confiabilidade - consistência interna da versão brasileira e reprodutibilidade no teste-reteste

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. CEFAC

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-12

RESUMO

OBJETIVO: verificar a confiabilidade (reprodutibilidade e consistência interna) da versão em português do questionário Auditory Behavior in Everyday Life e associações da pontuação com dados de anamnese e escolaridade dos entrevistados. MÉTODOS: foram entrevistados 18 pais de crianças entre quatro e 13 anos e 11 meses, usuárias de próteses auditivas. A versão em português do questionário foi aplicada em duas ocasiões. Estatisticamente, verificou-se a reprodutibilidade no teste-reteste e a consistência interna do instrumento. Foi investigado se valores obtidos na aplicação do questionário poderiam estar associados às variáveis da anamnese e à escolaridade dos entrevistados. RESULTADOS: o questionário mostrou-se reprodutível e com elevada consistência interna (Alfa de Cronbach>0,7). Houve associação entre o grau de perda auditiva e os itens "Atende ao telefone adequadamente" (p=0,004*), "Diz o nome de irmãos, membros da família e colegas de classe" (p=0,032*) e o Fator Consciência Auditiva (p=0,039*). Houve associação entre escolaridade dos entrevistados e o item "Solicita ajuda em situações necessárias" (p=0,027*). CONCLUSÕES: a versão em português do questionário ABEL tem confiabilidade: reprodutibilidade e consistência interna. Há associação entre o grau de perda auditiva e a pontuação em itens específicos e no Fator de Consciência Auditiva. Há associação entre a escolaridade dos entrevistados e o item "Solicita ajuda em situações necessárias".

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados