Protein fraction, degradability and digestibility of pearl millet silage at different cutting ages

AUTOR(ES)
FONTE

Acta Sci., Anim. Sci.

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/02/2014

RESUMO

As determinações das frações proteicas e características de fermentação ruminal de genótipos de milheto são de fundamental importância, pois geram informações relativas ao valor nutritivo do alimento e direcionam os programas de melhoramento genético a serem utilizadas na dieta de ruminantes. Diante disso, objetivou-se determinar as taxas de digestão das frações de proteína, degradabilidade ruminal da matéria seca e digestibilidade "in vitro" da matéria seca das silagens dos genótipos de milheto produzidas em diferentes épocas de corte. O experimento foi conduzido no Campus da Faculdade de Agronomia da Universidade de Rio Verde e Instituto Federal Goiano, Campus Rio Verde. O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso, com quatro repetições, em esquema fatorial 5 x 3, sendo, cinco cultivares de milheto: ARD 500, ADR 7010, LAB 0730, LAB 0731 e LAB 0732 e três idades de cortes: 57, 65 e 73 dias após a semeadura (DAS). Os resultados mostraram que as silagens produzidas por milheto, independente do genótipo, podem ser consideradas de boa qualidade. Por se tratar de materiais precoces a melhor idade que proporcionou melhor qualidade da silagem desses materiais, foi quando os materiais foram colhidos aos 57 DAS, em que proporcionaram maiores frações A, menores frações C e elevadas degradabilidade e digestibilidade.The determination of protein fraction and rumen fermentation characteristics of pearl millet genotypes is important, since generate information about food nutritional value and also guide the breeding programs of genotypes to be used in diets of ruminants. The objective of this research was to determine the digestion rates of protein fractions, dry matter degradability and in vitro dry matter digestibility of silages from pearl millet genotypes produced at different cutting ages. The experiment was carried out on the Agronomy campus of the Rio Verde University and on the Rio Verde campus of Goiano Federal Institute. The experimental design was randomized blocks with four replications in a 5 x 3 factorial arrangement, with five genotypes of millet: ARD 500, ADR 7010, LAB 0730, LAB 0731 and LAB 0732 and three cutting ages: 57, 65 and 73 days after sowing (DAS). The silage produced from pearl millet, regardless of genotype can be considered of good quality. The evaluated genotypes are considered early, so that the age that provided the best silage quality was 57 DAS. This age provided higher fractions A, lower fraction C and high degradability and digestibility.

ASSUNTO(S)

agricultural sciences

Documentos Relacionados