Prevalência e severidade de cárie dentária e necessidade de tratamento odontológico em pequenos municípios brasileiros

AUTOR(ES)
FONTE

Cadernos de Saúde Pública

DATA DE PUBLICAÇÃO

01/06/2002

RESUMO

O objetivo deste estudo foi conhecer a prevalência e severidade da cárie dental e necessidade de tratamento odontológico na população escolar de 6 a 12 anos de idade em dois pequenos municípios brasileiros. Utilizaram-se os critérios de diagnóstico da Organização Mundial de Saúde (1986) para se obter a prevalência e severidade da cárie, e realizou-se censo dos escolares de 6 a 12 anos de idade de São João do Sul (n = 803) e de Treviso (n = 382), ambas as cidades em Santa Catarina. As prevalências de cárie encontradas foram: 62,1% em São João do Sul e 63,6% em Treviso. Os índices CPO-Ds (número de dentes cariados, perdidos e restaurados) foram de 1,91 para São João do Sul e de 1,84 para Treviso, para a faixa etária de 6 a 12 anos. Em ambos os municípios a principal necessidade foi de tratamentos simples, principalmente o restaurador. Conclui-se que a prevalência de cárie em São João do Sul e Treviso é inferior a de outros pequenos municípios onde se realizaram estudos com metodologias semelhantes, com dados publicados na literatura, e que as necessidades de tratamento odontológico são de pequena magnitude.

ASSUNTO(S)

cárie dentária saúde bucal saúde escolar epidemiologia

Documentos Relacionados