Preso por ter cão, preso por não ter cão!: notas a partir de O alienista, de Machado de Assis

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. latinoam. psicopatol. fundam.

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/02/2014

RESUMO

A apresentação e a análise da famosa novela "O alienista" do escritor brasileiro Joaquim Maria Machado de Assis, publicada em 1882 em Papéis avulsos, serve aqui de suporte para uma breve discussão dos aspectos ideológicos e mercadológicos que orientam os atuais procedimentos diagnósticos e terapêuticos relativos às psicopatologias. Tais aspectos, corporificados nos manuais psiquiátricos, conformam e estabelecem um determinado discurso e fazer médicos, ao mesmo tempo que fabricam as drogas e as doenças mentais que supostamente combatem.The presentation and analysis of the famous novel "The Alienist" by the Brazilian writer Joaquim Maria Machado de Assis, published in 1882 in Papéis Avulsos, serves here as the basis for a brief discussion on the ideological and commercial aspects that orient current diagnostic and therapeutic procedures. These aspects, defined in psychiatric manuals, configure and establish a specific medical discourse and practice while, at the same time, produce both the drugs and the mental illness they supposedly combat.

ASSUNTO(S)

human sciences

Documentos Relacionados