Os sentidos da experiência com a ayahuasca : uma leitura fenomenológica

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

30/09/2011

RESUMO

O termo ayahuasca é um dos mais utilizados para se referir à bebida psicoativa obtida a partir do cozimento de duas plantas encontradas na região amazônica, o cipó Banisteriopsis caapi e as folhas do arbusto Psychotria viridis. Nesta pesquisa investigamos os sentidos da experiência com a ayahuasca, a partir de uma leitura fenomenológica da noção de sentido, tal como vivido e desvelado pelos sujeitos entrevistados. Para isso, desenvolvemos o que seria uma leitura fenomenológica da noção de sentido, que pressupõe uma compreensão orgânica e integrada das diferentes modalidades de sentidos comumente representadas por este vocábulo, a partir das contribuições de Husserl e da noção de corpo vivido de Merleau-Ponty. Utilizamos como procedimento investigativo uma metodologia de inspiração fenomenológica, empregando entrevistas semiestruturadas com cinco pessoas que fazem uso ritualístico da ayahuasca por pelo menos dez anos consecutivos. O roteiro da entrevista fenomenológica foi elaborado com base nas diversas modalidades de sentidos. As entrevistas foram transcritas e analisadas minuciosamente. A interpretação do material obtido foi apresentada na forma de cinco grandes eixos-temáticos, contemplando os objetivos específicos propostos nesta investigação: percurso histórico; vivências sob o efeito da ayahuasca; transformações vividas ao longo do tempo; significados e entendimentos; experiências significativas. Na discussão colocamos os resultados obtidos nesta pesquisa em diálogo com os resultados de investigações conduzidas por outros pesquisadores. Além disso, destacamos algumas das implicações que os resultados obtidos podem trazer para o campo da psicologia clínica, uma vez que as experiências com a ayahuasca se mostraram bastante benéficas para os sujeitos entrevistados em termos de amadurecimento psicológico, levando-os a inúmeras transformações positivas em suas vidas. Concluímos que nas experiências com a ayahuasca as diversas modalidades de sentido se encontram imbricadas umas nas outras, não podendo ser pensadas separadamente. Formulamos a hipótese de que as transformações e curas obtidas pelos sujeitos, em parte se dariam em função do sentido que encontram nesta experiência: uma espécie de resgate de determinados elementos vitais que teriam sido esquecidos nas sociedades industrializadas.

ASSUNTO(S)

ayahuasca sentidos e sensações fenomenologia psicologia religiosa psicologia ayahuasca santo daime senses phenomenology psychology of religion

Documentos Relacionados