O trabalho de enfermagem em laboratórios de análises clínicas

AUTOR(ES)
FONTE

Revista Latino-Americana de Enfermagem

DATA DE PUBLICAÇÃO

2005

RESUMO

O artigo visa a caracterização do trabalho da enfermagem no setor de coleta de exames do laboratório de análises clínicas, identificando as atividades desempenhadas pelos diferentes agentes e sua inserção na estrutura organizacional. O referencial teórico está pautado nos estudos do processo de trabalho e de recursos humanos em saúde e enfermagem. Os dados foram coletados por meio de questionário, aplicado em uma amostra de 45 instituições e analisados quanti-qualitativamente. Os resultados mostram que, dentre os laboratórios estudados, 77,8% têm auxiliares de enfermagem, 13% técnicos de enfermagem e 33,3% enfermeiros. Observa-se a divisão do trabalho, na qual os enfermeiros desenvolvem sobretudo atividades gerenciais e os auxiliares e técnicos de enfermagem atividades assistenciais, não havendo diferenças no trabalho desses últimos. Há outros profissionais compartilhando das mesmas atividades realizadas pela enfermagem, a qual está subordinada a outras áreas de atuação em 24 (53,3%) laboratórios. Evidencia-se a ausência de especificidade das ações de enfermagem e sua escassa autonomia no cenário estudado.

ASSUNTO(S)

coleta de amostras trabalho enfermagem força de trabalho

Documentos Relacionados