Mulher, tempo e trabalho: o cotidiano de mulheres comissárias de voo

AUTOR(ES)
FONTE

Psicol. Soc.

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-08

RESUMO

Este artigo aborda como mulheres mães, que atuam como comissárias de voo, percebem e organizam suas vidas cotidianas, abordando vivências e práticas em relação à organização temporal e espacial do trabalho na aviação. A relevância deste tema decorre das especificidades na organização temporal e espacial do trabalho, peculiaridades com relação à gestão da vida cotidiana e os possíveis atravessamentos da questão de gênero nesse universo laboral. Este estudo faz uma interlocução com a discussão sobre tempo e trabalho. Com inspiração no método cartográfico, foram entrevistadas seis mulheres mães comissárias de voo. Os discursos revelaram outras formas de gerenciar a casa e a maternidade, outros modelos de relação com filhos, amigos e familiares e uma concepção de trabalho que nos faz problematizar o que concebemos como penoso e gerador de sofrimento a partir dessas experiências que se dão em territórios existenciais pouco habitados.This article discusses how women mothers who work as flight attendants perceive and organize their daily lives, discussing experiences and practices in relation to spatial and temporal organization of work in aviation. The relevance of this issue arises in the specific temporal and spatial organization of work, peculiarities regarding the management of everyday life and possible influences of gender issues in the working world. This study is a dialogue with the discussion of time and effort. Draws on the mapping method, six flight attendants women mothers were interviewed. The speeches revealed other ways of managing the home and motherhood, other types of relationships with children, friends and family and an understanding of work that makes us to question what we conceive as painful and suffering generator from these experiences that occur in existential territories sparsely populated.

ASSUNTO(S)

human sciences

Documentos Relacionados