Migration of residual nonvolatile and inorganic compounds from recycled post-consumer PET and HDPE

AUTOR(ES)
FONTE

J. Braz. Chem. Soc.

DATA DE PUBLICAÇÃO

31/03/2014

RESUMO

Foi determinada a migração de compostos residuais não voláteis e de inorgânicos provenientes do polietileno tereftalato (PET) pós-consumo reciclado, submetido a processos de descontaminação para produção de materiais destinados a contato com alimentos, bem como de material de embalagem multicamada contendo polietileno de alta densidade (HDPE) pós-consumo reciclado. Os ensaios foram realizados utilizando simulantes de alimentos. Os contaminantes orgânicos não voláteis do PET, determinados por cromatografia líquida-espectrometria de massas (UPLC-QqQ/MS), apresentaram redução significativa da migração como consequência da complexidade da tecnologia de descontaminação aplicada. No entanto, contaminantes não permitidos pelas legislações brasileira e europeia foram identificados, mesmo em amostras submetidas à tecnologia mais complexa. Os resultados do HDPE multicamadas mostraram maior número de contaminantes quando em comparação aos peletes reciclados. Os níveis de contaminantes inorgânicos, determinados por espectrometria de massa com fonte de plasma, se mostraram abaixo dos níveis recomendados. Estudos adicionais para identificar e quantificar as estruturas moleculares não identificadas neste estudo por UPLC-QqQ/MS são necessários para garantir a segurança do uso de material de embalagem pós-consumo reciclado.Migration of nonvolatile and inorganic residual compounds from post-consumer recycled polyethylene terephthalate (PET) submitted to cleaning processes for subsequent production of materials intended to food contact, as well as from multilayer packaging material containing post-consumer recycled high-density polyethylene (HDPE) was determined. Tests were carried out using food simulants. Nonvolatile organic contaminants from PET, determined by liquid chromatography-mass spectrometry (UPLC-QqQ/MS), showed significant migration reduction as consequence of the more complex cleaning technologies applied. However, contaminants not allowed by Brazilian and European Union regulations were identified even in deep cleaning samples. Results from multilayer HDPE showed a greater number of contaminants when compared to recycled pellets. Inorganic contaminants, determined by inductively coupled plasma mass spectrometry were below the acceptable levels. Additional studies for identification and quantitation of unknown molecules which were not possible to identify in this study by UPLC-QqQ/MS are required to ascertain the safety of using post-consumer recycled packaging material.

ASSUNTO(S)

exact and earth sciences

Documentos Relacionados