Mastopexia a Longacre modificada

AUTOR(ES)
FONTE

Revista Brasileira de Cirurgia Plástica

DATA DE PUBLICAÇÃO

01/03/2012

RESUMO

INTRODUÇÃO: A preservação funcional das mamas deve ser uma preocupação constante para o cirurgião plástico. A técnica apresentada neste trabalho busca reduzir o impacto da mamoplastia no aleitamento materno, considerando a técnica de pedículo vascular superior, com parcimoniosas ressecções glandulares, a de escolha para os casos de pequena hipertrofia mamária. MÉTODO: Foram estudadas 46 pacientes portadoras de hipertrofia mamária leve a moderada, submetidas a mastopexia, com ou sem redução mamária, utilizando técnica de pedículo vascular areolar superior, segundo a técnica descrita por Longacre modificada. As pequenas ressecções glandulares foram realizadas de forma a preservar a integridade funcional e sensitiva das mamas. RESULTADOS: Nas 92 mamas operadas, observou-se adequado preenchimento do polo superior pelo retalho e conformação mamária, que satisfizeram os anseios das pacientes. CONCLUSÕES: A técnica apresentada constitui mais uma possibilidade técnica para mastopexias em pacientes com o complexo areolopapilar em posicionamento alto, utilizando-se o polo inferior da mama para preencher o polo superior.

ASSUNTO(S)

mamoplastia mama/cirurgia aleitamento materno

Documentos Relacionados