LAS CALEÑAS SON COMO LAS FLORES? TENSÃO DISCURSIVA SOBRE OS CORPOS DAS MULHERES PROTESTANTES DE CALI / . Las caleñas son como las flores? Discursive tension on Protestant womens bodies of Cali.

AUTOR(ES)
FONTE

IBICT

DATA DE PUBLICAÇÃO

15/08/2011

RESUMO

As mulheres protestantes da cidade de Cali-Colômbia, ao reproduzir nos seus corpos os princípios da tradição religiosa, se deparam hoje com discursos e exigências que não conseguem ou aceitam articular na sua prática cotidiana. Assistimos na atualidade a uma tensão evidente entre a ortodoxia cristã e o imaginário e prática das mulheres cristãs a respeito da corporeidade. Nas últimas décadas a forma de assumir o corpo por parte das mulheres reflete incongruências em relação à matriz doutrinaria do sistema religioso protestante, o que é decorrente, por um lado, da influência cultural e midiática na promoção de uma nova representação do corpo feminino, baseada na beleza e na juventude, e por outro lado a cada vez maior relativização do poder religioso numa sociedade secularizada. As mulheres cristãs acham-se em meio aos ideais do corpo puro e regrado da sua instituição religiosa assim como às cobranças midiáticas, valores e padrões estabelecidos pela sociedade moderna. Neste sentido, a dissertação analisa as interfaces desta tensão discursiva que tem lugar nos corpos, através do próprio discurso das mulheres protestantes assim como das suas práticas cotidianas em relação à corporeidade.

ASSUNTO(S)

corpo-corporeidade mulheres cotidiano protestantismo histórico discurso secularização. ciencias humanas body-corporality women daily life historic protestantism discourse secularization.

Documentos Relacionados