Início da produção de frutos de cagaiteira (Eugenia dysenterica DC) implantada em Goiânia, Goiás

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. Bras. Frutic.

DATA DE PUBLICAÇÃO

31/08/2013

RESUMO

A cagaiteira é uma planta nativa do Cerrado, adaptada às condições impostas por este bioma, principalmente de sobreviver e produzir em solos muito pobres em nutrientes e em um regime de chuvas com um período acentuado de baixa precipitação. A planta é rústica, ornamental e com alta tolerância ao fogo. Seus frutos são apreciados ao natural e utilizados nos mais diversos tipos de alimentos processados. No entanto, pouco se conhece sobre quanto tempo esta espécie demora a entrar na fase reprodutiva. Este trabalho propõe-se a avaliar o início da produção de frutos de cagaiteiras implantadas na área experimental da Escola de Agronomia, Universidade Federal de Goiás-Goiânia, Goiás, Brasil, entre 2003 e 2008, quando as plantas apresentavam de cinco a dez anos de idade. Para a implantação do experimento, foram coletados frutos em dez áreas da região sudeste do Estado de Goiás e plantadas em um desenho de blocos casualizados, com uma planta por parcela, em quatro blocos, em espaçamento de 6,0 m x 6,0 m. As cagaiteiras apresentaram alta desuniformidade para iniciar sua produção. No quinto ano após o plantio, somente 5,2% das plantas entraram em produção e, após dez anos, 55,7% das plantas. Destas plantas, somente 6,8% conseguiram produzir em, pelo menos, quatro anos de observação. Apenas quatro plantas entraram em produção e mantiveram esta nos seis anos de observação. O número de frutos por planta é muito baixo; somente 3,4% das plantas produzem mais de 200 frutos no décimo ano. Existe uma tendência de aumento de número de frutos com a idade da planta.The cagaita tree is a native plant of the Cerrado and adapted to the conditions of this biome, having as main characteristics the ability of growing and surviving in nutrient-poor soils and under a rainfall pattern with a pronounced low precipitation period. This is a rustic, ornamental, and highly fire-resistant plant. Its fruits are edible raw and used in many different types of processed foods. However, little is known about how long this species takes to enter the reproductive phase. This study is intended to assess the initial fruiting of cagaita plants cultivated in the experimental area of the School of Agronomy of the Federal University of Goiás, Goiânia, Brazil, between 2003 and 2008, when the cagaita plants were five to ten years old. For the experiment, fruits were collected from ten areas of the Southeast region of the State of Goiás and planted in a randomized block design with one plant per plot in four blocks, at 6 m x 6 m spacing. The cagaita plants showed a great lack of uniformity to begin to fruit. In the fifth year after planted out, only 5.2% of the plants began to fruit and after ten years, this number increased to 55.7%. Among these plants, only 6.8% fruited during at least four years of observation. Only four plants entered the fruiting phase and remained so during the six years of observation. The number of fruits per plant is very low; only 3.4% of the plants produced more than 200 fruits in the tenth year. The study showed that the number of fruits tends to increase as the plant gets older.

ASSUNTO(S)

agricultural sciences

Documentos Relacionados