Informação, educação e comunicação em saúde: análise das concepções dos coordenadores das campanhas de voz no distrito federal

AUTOR(ES)
FONTE

Rev. CEFAC

DATA DE PUBLICAÇÃO

28/02/2014

RESUMO

Objetivo: compreender e discutir as concepções de informação, educação e comunicação (IEC) em saúde dos fonoaudiólogos que coordenaram e desenvolveram as campanhas de voz em Brasília, nos anos 2009 e 2010.Métodos: pesquisa qualitativa que utilizou roteiro de perguntas semiestruturado que tratava da organização da campanha da voz em Brasília. As entrevistas foram realizadas com os organizadores das campanhas da voz nos anos de 2009 e 2010, totalizando 08 entrevistas. O material das entrevistas foram gravados e posteriormente transcritos, para a análise foram seguidas as etapas da Análise de Conteúdo (AC). A discussão foi efetuada com base no referencial teórico de informação, educação e comunicação em saúde.Resultados: a Informação em Saúde é vista como a descrição do funcionamento do aparelho fonador e não como dados disparadores necessários para o planejamento e execução de ações eficazes para a campanha; a Educação em Saúde, como repasse de informações e não como um processo de construção coletivo a respeito dos cuidados necessários para o bem estar vocal; e, a Comunicação em saúde, limita-se aos espaços da mídia e não como estratégia de construção de comunicação partindo do conhecimento da população a respeito do assunto.Conclusão: o conceito IEC está presente na campanha de voz em Brasília, porém a concepção que a cerca por parte dos responsáveis pela execução e elaboração das ações está longe de um consenso. A dificuldade em falar sobre informação, educação e comunicação em saúde reflete na fragilidade teórica em que a campanha de voz está ancorada.Purpose: to understand and discuss the conceptions of information, education and health communication (IEC) of speech therapists who coordinated and developed the Voice Campaigns in Brasilia, in the years 2009 and 2010.Methods: the study used a qualitative approach in which semi-structured questions were used to collect data. The data analysis followed the steps of content analysis and the discussion was based on information, education and health communication theories.Results: it showed that, health Information is seen only as the description of the vocal tract functions and not as data that could be helpful triggers for planning and implementing effective action for the Voice campaigns; the Health Education is seen as a transference of information and not as a collective process with regards to the needed care for vocal and well-being; and Communication in health is limited to press media and not as a strategy for construction of a communication based on the population’s knowledge about the subject.Conclusion: the IEC technologies can be observed in the campaigns studied, but the conceptions involved in this process are still far from a consensus. The difficulty in talking about information, education and health communication reflects a fragility of the voice campaigns.

ASSUNTO(S)

health sciences

Documentos Relacionados