Faça uma monografia perfeita!

Faça parte da nossa lista exclusiva de acadêmicos e receba dicas imperdíveis para seu TCC.

Não gostamos de SPAM assim como você!

Influência de fatores socioeconômicos na qualidade de vida de idosos hipertensos

AUTOR(ES)
FONTE

Ciênc. saúde coletiva

DATA DE PUBLICAÇÃO

2014-08

RESUMO

O presente estudo teve como objetivo analisar a associação entre fatores socioeconômicos e qualidade de vida de idosos hipertensos atendidos pelo Programa Saúde da Família na cidade de Montes Claros, Minas Gerais, Brasil. Consistiu em um estudo transversal analítico conduzido em amostra representativa de 294 idosos hipertensos. Os dados foram coletados por meio de questionário de caracterização socioeconômica e de qualidade de vida (Minichal). Foram analisados por meio de testes não paramétricos de Mann-Witney e Kuskall-Wallis. Os resultados, por sua vez, mostraram que o estado conjugal, a religião e a escolaridade afetam de maneira estatisticamente significativa a qualidade de vida de idosos hipertensos. Idosos hipertensos solteiros/divorciados/viúvos, evangélicos, espíritas e pertencentes a outras entidades religiosas, e analfabetos apresentaram menores escores de qualidade de vida. Para as demais variáveis analisadas, não houve associação estatística. Conclui-se que os fatores socioeconômicos como estado conjugal, escolaridade e religião influenciam na qualidade de vida de idosos hipertensos.This study sought to evaluate the association between socioeconomic variables and the quality of life of elderly hypertensive patients treated under the Family Health Program in the city of Montes Claros, Minas Gerais, Brazil. An analytical cross study was conducted in a representative sample of 294 elderly hypertensive patients. Data were collected using a questionnaire on socioeconomic characteristics and quality of life (MINICHAL). The data were analyzed using the nonparametric Mann-Whitney and Kuskall-Wallis tests. The results showed that marital status, religion and education affect the quality of life of elderly hypertensive patients in a statistically significant way. Elderly hypertensive patients who were single/divorced/widowed, evangelical, spiritualist and belonging to other religious bodies, illiterate achieved lower scores in terms of quality of life. For the remaining variables, there was no statistical association. The conclusion, drawn is that socioeconomic factors such as marital status, education and religion influence the quality of life of elderly hypertensive patients.

ASSUNTO(S)

health sciences




Comentários